O Que É o AIT e Porque Nos Devemos Preocupar Seriamente Com Isso?

De acordo com a “American Heart Association” e a “American Stroke Association”, o Acidente Isquémico Transitório (AIT) consiste num episódio temporário de disfunção neurológica causado pela restrição do fluxo sanguíneo e oxigénio no sistema nervoso (isquémia), sem que haja, de facto, um Acidente Vascular Cerebral que resulte na morte de tecido cerebral.

Importa salientar que estas duas doenças são diferentes, apesar de apresentarem uma fisiopatologia semelhante e afectarem o mesmo grupo de risco que consiste, maioritariamente, em indivíduos acima dos 55 anos com histórico de doenças cardiovasculares, hipertensão, colesterol elevado, diabetes e tabagismo. Assim, é mais correcto designar o AIT como um pré-AVC, dado que deve ser encarado como um aviso de que a circulação sanguínea no cérebro poderá não estar a funcionar correctamente.

Os sintomas variam muito de acordo com a artéria e o tamanho da região afectada e podem incluir perda de força no corpo, dificuldade em articular palavras, dormência nos membros e face e confusão mental.

Uma vez que num AIT os sintomas normalmente desaparecem espontaneamente, não existe um tratamento específico e os cuidados apontam para a prevenção de um AVC. Estas medidas passam, sobretudo, por adoptar um estilo de vida com menos factores de risco.

O Que É o AIT e Porque Nos Devemos Preocupar Seriamente Com Isso?

Fonte: In "jornalciencia.com"

Etiquetas: acidente isquémico transitório, ait, cérebro, circulação sanguínea, colesterol elevado, diabetes, disfunção neurológica, doenças cardiovasculares, hipertensão, pré-avc, tabagismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.