Notícias – Em Forma https://www.emforma.net O Guia Online do Bem-estar, Saúde, Fitness e da Longevidade Thu, 03 Oct 2019 19:58:01 +0000 pt-BR hourly 1 Incêndios na Amazónia Causam Problemas Respiratórios em Crianças https://www.emforma.net/noticias/incendios-na-amazonia-causam-problemas-respiratorios-em-criancas https://www.emforma.net/noticias/incendios-na-amazonia-causam-problemas-respiratorios-em-criancas#respond Thu, 03 Oct 2019 19:58:01 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200337 Os recentes incêndios na Amazónia estão a criar um surto de problemas respiratórios em crianças, de acordo com um novo relatório publicado pela fundação Oswaldo Cruz.

Estes incêndios estão a libertar monóxido de carvão, óxido nítrico e partículas finas de poluentes tóxicos como o PM2.5, o relatório avança. Para além dos problemas respiratórios, estes gases causam doenças no coração e inflamações, problemas nos nervos, aterosclerose e até mesmo o cancro.

O PM2.5 é uma partícula especialmente cancerígena podendo entrar na corrente sanguínea e nos órgãos, aumentando assim as probabilidades de cancro. Como as crianças estão mais tempo fora de casa e o seu sistema respiratório ainda se encontra em desenvolvimento então existe mais sensibilidade e exposição a esta poluição.

As cidades nos arredores dos incêndios reportam um aumento significativo no número de problemas respiratórios em crianças e a situação já se alastra aos países vizinhos, Colômbia, Peru, Bolívia e Paraguai.

Após a mediatização dos incêndios no Brasil houve um especial foco na redução do número de incêndios, que se acredita ser de origem humana, para permitir a exploração económica dos terrenos.

]]>
0
Descoberta Forma de Protecção Contra Danos Causados por Radiação Intensa https://www.emforma.net/noticias/descoberta-forma-proteccao-contra-danos-causados-radiacao-intensa https://www.emforma.net/noticias/descoberta-forma-proteccao-contra-danos-causados-radiacao-intensa#respond Wed, 05 Jun 2019 18:23:48 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200323 A radioterapia intensa torna-se eficaz contra os tumores cancerígenos, mas pode afectar também as células intestinais saudáveis, causando toxicidade em 60% dos pacientes. Verifica-se que 10% dos pacientes tratados acabam por desenvolver síndrome gastrointestinal, que consiste na morte das células intestinais, levando à morte do paciente.

Uma equipa de investigadores descobriu uma forma de protecção contra os efeitos danosos da radioterapia neste tipo de pacientes.

Constataram que o aumento dos níveis de uma proteína conhecida como “unconventional prefoldin RPB5 interactor protein” (URI) consegue proteger ratinhos tratados com radioterapia contra a síndrome gastrointestinal.

Para o estudo foram usados ratinhos manipulados geneticamente: um grupo expressou níveis elevados de URI nos intestinos, outro expressou níveis reduzidos da proteína e um terceiro grupo serviu de controlo.

Observou-se então que após terem recebido uma dose elevada de radiação, 100% dos ratinhos que expressavam níveis elevados de URI nos intestinos sobreviveram à síndrome gastrointestinal. Esta proteína é exprimida nas células estaminais das criptas intestinais; quando a radioterapia termina, estas células regeneram o tecido danificado.

Os ratinhos do grupo em que o gene tinha sido suprimido acabaram por morrer por síndrome gastrointestinal.

Estas descobertas podem ser úteis no sentido de atenuar os efeitos secundários de outras fontes de radiação intensa.

]]>
0
Um em Cada Cinco Fumadores Não Sabe que o Tabaco Causa Cancro https://www.emforma.net/noticias/um-cada-cinco-fumadores-nao-sabe-tabaco-causa-cancro https://www.emforma.net/noticias/um-cada-cinco-fumadores-nao-sabe-tabaco-causa-cancro#respond Thu, 30 May 2019 15:57:24 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200320 Segundo o director do Departamento de Prevenção de Doenças Não Infecciosas da Organização Mundial de Saúde (OMS), Vinayak Prasad, das oito milhões de mortes anualmente relacionadas com o tabagismo, até 3,3 milhões são causadas por infecções ligadas ao sistema pulmonar.

Prasad recordou que “em 2017, 1,5 milhões de fumadores e pessoas expostas ao fumo do tabaco morreram de doenças respiratórias crónicas, 1,2 milhões de cancro da traqueia, dos brônquios e pulmões e 600.000 devido a tuberculose e infecções do sistema respiratório.”

Apesar de todas as campanhas de alerta da OMS, um em cada cinco fumadores no mundo desconhece que fumar pode causar cancro do pulmão.

Este ano, a OMS pretende renovar o apelo para que os países reforcem a luta contra o tabagismo, adoptando medidas como o aumento dos impostos sobre o tabaco, que se apresentou como uma boa medida para reduzir a procura.

“Cerca de 80% dos 1.100 milhões de fumadores no mundo vivem em países de salários médios e baixos, logo o impacto do tabaco no sistema de saúde público é maior”, acrescenta Prasad.

Um estudo realizado por uma equipa do Hospital do Mar, revelou ainda que o sistema cardiovascular é sensível aos efeitos tóxicos do tabaco em idades precoces.

]]>
0
AVC: Detectadas Bactérias Orais em Êmbolos Cerebrais https://www.emforma.net/noticias/avc-detectadas-bacterias-orais-embolos-cerebrais https://www.emforma.net/noticias/avc-detectadas-bacterias-orais-embolos-cerebrais#respond Tue, 28 May 2019 17:42:56 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200308 Uma equipa de investigadores de uma universidade da Finlândia descobriu ADN de agentes patogénicos orais em êmbolos de pacientes que sofreram de acidente vascular cerebral (AVC).

A causa de 87% dos AVC é a trombose das artérias cerebrais, em que a maioria dos trombos tem origem em estenoses da artéria carótida, deslocando-se e bloqueando a circulação cerebral.

Este estudo está inserido numa investigação que tem por objectivo apurar os efeitos das infecções bacterianas no desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Foram examinadas amostras de aspirações de trombos removidas de 75 pacientes com AVC, como parte de um tratamento de urgência. Estas amostras foram analisadas através da duplicação do ADN bacteriano, detectando-se, assim, ADN de bactérias orais em 79% das amostras estudadas.

Os resultados demonstraram uma quantidade elevada de ADN da bactéria streptococcus viridans, uma bactéria normal e inofensiva na cavidade oral. Contudo, se entrar na circulação sanguínea pode causar infecção nas válvulas cardíacas. Além disso, pode tornar o paciente mais susceptível a coágulos sanguíneos, uma vez que tem capacidade para se ligar directamente a vários receptores das plaquetas.

Este estudo vem demonstrar que a saúde e higiene oral são muito importantes para a saúde, no sentido de evitar infecções potencialmente fatais.

]]>
0
Insónia Crónica Directamente Ligada a Problemas de Memória https://www.emforma.net/noticias/insonia-cronica-directamente-ligada-problemas-memoria https://www.emforma.net/noticias/insonia-cronica-directamente-ligada-problemas-memoria#respond Mon, 20 May 2019 19:16:11 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200253 Estima-se que cerca de 10% dos indivíduos adultos são afectados por insónia crónica. Esta condição exerce um efeito negativo sobre a função cognitiva nas pessoas de 45 anos ou mais de idade, independentemente de outros problemas de saúde.

Estes resultados provêm de um estudo denominado como “Estudo Longitudinal Canadiano sobre o Envelhecimento”, que pretende seguir cerca de 50,000 canadianos, com idades compreendidas entre os 45 e 85 anos, durante pelo menos 20 anos.

Os participantes foram divididos em três grupos diferentes: um grupo de indivíduos com insónia crónica, um grupo com sintomas de insónia, mas que não se queixava de qualquer impacto funcional no seu dia-a-dia e um grupo de participantes com uma qualidade de sono normal.

Todos os envolvidos responderam a questionários e submeteram-se a exames físicos e a diversos testes neuropsicológicos para avaliar várias funções cognitivas, assim como a qualidade do seu sono.

Constatou-se então que os participantes do grupo que sofria de insónia crónica revelaram um desempenho pior nos testes, quando comparados com os outros dois grupos em estudo.

O principal tipo de memória afectado foi a memória declarativa, ou seja, a memória relativa a itens e acontecimentos.

]]>
0
Autoridades Francesas Alertam para Perigos das Luzes LED https://www.emforma.net/noticias/autoridades-francesas-alertam-perigos-luzes-led https://www.emforma.net/noticias/autoridades-francesas-alertam-perigos-luzes-led#respond Fri, 17 May 2019 09:00:43 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200201 A Agência Nacional de Segurança Sanitária de Alimentos, Meio Ambiente e Trabalho (Anses), sedeada em França, alerta para os efeitos tóxicos na retina e perturbações no sono, provocados por alguns tipos de luzes LED ricas em “luz azul”.

Este tipo de luzes tem-se expandido consideravelmente nos últimos anos, devido a serem económicas, de baixo consumo e com uma longa vida útil. Para além das lâmpadas domésticas, o LED é cada vez mais comum nos faróis de carros, lanternas, brinquedos, ecrãs de telemóveis, tablets e computadores.

Para obter uma luz branca, estas luzes combinam um díodo azul com uma camada de fósforo amarelo. Quanto mais “fria” é a luz, maior a proporção de azul. Esta agência tem alertado sistematicamente sobre os riscos destas luzes artificiais.

Segundo a agência, “uma exposição a uma luz intensa e aguda é fototóxica, pois leva à perda irreversível das células da retina, o que pode levar a uma diminuição da acuidade visual”, recomendando a revisão dos limites máximos de exposição permitidos.

Estudos demonstram também que “a exposição, mesmo muito baixa, à luz azul, durante a tarde ou a noite, afecta o ritmo biológico e, portanto, o sono”, sendo os ecrãs, nesse caso, um problema.

]]>
0
Vacina Contra o Cancro Colorrectal Mais Próxima https://www.emforma.net/noticias/vacina-contra-cancro-colorrectal-proxima https://www.emforma.net/noticias/vacina-contra-cancro-colorrectal-proxima#respond Mon, 13 May 2019 09:00:08 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200199 Foi realizado um ensaio clínico com uma nova vacina concebida para o cancro colorrectal, em que foram observados resultados bastante promissores, sem se verificarem efeitos secundários graves.

Este ensaio clínico (fase I) tinha como objectivo estabelecer a segurança do uso da vacina e a eficácia na activação das células do sistema imunitário.

Realizado nos EUA, o ensaio contou com 10 voluntários com cancro do cólon em estadios 1 e 2. Os pacientes foram submetidos à realização de análises clínicas ao sangue 30, 90 e 180 dias após a administração da vacina.

Os resultados das análises revelaram que existe uma activação de linfócitos T, podendo estas células identificar e destruir as células cancerígenas.

No caso dos tumores colorrectais, existe uma molécula conhecida como GUCY2C, que constitui um marcador neste tipo de tumores e que ajuda as células cancerígenas a destacarem-se das células saudáveis.

Com estes dados, os investigadores juntaram esta molécula com outra que faz aumentar a reacção imunitária no sentido de conduzir à morte das células cancerígenas.

De acordo com Karen Knudsen, da Universidade de Thomas Jefferson, este estudo “demonstra que poderá ser possível direccionar de forma segura o sistema imunitário do próprio paciente contra aquele tipo de cancro.”

]]>
0
Crianças Nunca Amamentadas Com Maior Probabilidade de Serem Obesas https://www.emforma.net/noticias/criancas-nunca-amamentadas-maior-probabilidade-serem-obesas https://www.emforma.net/noticias/criancas-nunca-amamentadas-maior-probabilidade-serem-obesas#respond Mon, 06 May 2019 18:36:19 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200189 Um estudo divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), relativo à Europa, refere que as crianças que nunca foram amamentadas ou que o foram por um curto período de tempo têm maior probabilidade de se tornarem obesas.

A investigadora Ana Rito, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, coordenou o estudo em que foram analisados dados de 22 países europeus entre 2015 e 2017. Estes dados incluíram amostras representativas de mais de 100 mil crianças entre os seis e os nove anos.

De acordo com os resultados obtidos, as crianças que nunca foram amamentadas têm mais de 22% de probabilidade de serem obesas e as que foram amamentadas por pouco tempo apresentam mais de 12% de probabilidade. Isto quando comparadas com as crianças que foram amamentadas em exclusivo por pelo menos seis meses.

As taxas de prevalência de obesidade mais elevadas foram registadas em Espanha, Malta e Itália, com maior prevalência de obesidade entre as crianças nunca amamentadas.

Sendo a promoção da amamentação um factor importante para a prevenção da obesidade, o estudo salienta que as políticas de cada país devem promover e apoiar cada vez mais medidas que promovam o aleitamento materno.

]]>
0
Estaremos a Entrar num “Mundo Pós-Antibióticos”? https://www.emforma.net/noticias/estaremos-entrar-mundo-pos-antibioticos https://www.emforma.net/noticias/estaremos-entrar-mundo-pos-antibioticos#respond Mon, 11 Mar 2019 14:35:30 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200101 De acordo com uma equipa de cientistas da Universidade da Califórnia, EUA, os produtos resultantes do processo de tratamento de águas residuais contêm vestígios de ADN resistente a antibióticos. Estes produtos são normalmente reintroduzidos no meio ambiente, o que facilita a potencial propagação da resistência aos fármacos mencionados.

A maioria dos antibióticos que consumimos é metabolizada no organismo. Porém, pequenas quantidades são eliminadas através dos resíduos expelidos pelo organismo, acabando nas estações de tratamento de águas residuais.

O processo de tratamento das águas residuais envolve um processo biológico em que os resíduos são consumidos por bactérias. Deste modo, estas entram em contacto com os antibióticos acabando por expressar genes de resistência que reduzem a eficácia destes medicamentos.

À medida que as bactérias se reproduzem e crescem, criam um excesso designado por biomassa. As estações de tratamento de águas residuais produzem toneladas de biomassa que é posteriormente tratada e usada como fertilizante na agricultura.

Adam Smith, investigador principal do estudo alerta para o facto de “estarmos a entrar rapidamente num lugar assustador que se chama ‘mundo pós-antibióticos’, em que já não conseguimos combater infecções com antibióticos porque os micróbios adaptaram-se de forma a serem resilientes contra aqueles antibióticos.”

]]>
0
Investigadores de Aveiro Neutralizam Bactéria Resistente a Antibióticos https://www.emforma.net/noticias/investigadores-aveiro-neutralizam-bacteria-resistente-antibioticos https://www.emforma.net/noticias/investigadores-aveiro-neutralizam-bacteria-resistente-antibioticos#respond Fri, 08 Mar 2019 14:53:57 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200091 De acordo com uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro, já é possível neutralizar a bactéria “Staphylococcus aureus”, resistente a antibióticos e responsável por diversas infecções potencialmente fatais em seres humanos.

A lista de infecções causadas pela bactéria “S. aureus” é extensa: foliculite, furunculose, impetigo, celulite infecciosa, pneumonia necrosante, osteomielite, endocardite infecciosa, síndrome do choque tóxico e até intoxicação alimentar.

Nos últimos 30 anos, as infecções hospitalares e da comunidade causadas por “S. aureus” multirresistentes a antibióticos denominados comuns, existindo um aumento de estirpes super-resistentes até mesmo aos antibióticos ditos de última geração. O tratamento é, desse modo, difícil e muitas vezes ineficaz.

A inactivação da bactéria foi testada “in vitro” e na pele de suínos através de terapia fotodinâmica, por si só ou combinada com antibióticos. “Os resultados mostraram que a terapia fotodinâmica, usada já vulgarmente para tratar, por exemplo, a acne, é uma abordagem eficaz para controlar a infecção por “S. aureus” na pele, inactivando a bactéria eficazmente após três ciclos sucessivos de tratamento com luz e sem adição de antibióticos entre ciclos, ou após um ciclo usando a acção combinada da terapia com o antibiótico ampicilina”, revelou a equipa.

]]>
0