Notícias – Em Forma https://www.emforma.net O Guia Online do Bem-estar, Saúde, Fitness e da Longevidade Sat, 23 Mar 2019 08:18:34 +0000 pt-PT hourly 1 Estaremos a Entrar num “Mundo Pós-Antibióticos”? https://www.emforma.net/noticias/estaremos-entrar-mundo-pos-antibioticos https://www.emforma.net/noticias/estaremos-entrar-mundo-pos-antibioticos#respond Mon, 11 Mar 2019 14:35:30 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200101 De acordo com uma equipa de cientistas da Universidade da Califórnia, EUA, os produtos resultantes do processo de tratamento de águas residuais contêm vestígios de ADN resistente a antibióticos. Estes produtos são normalmente reintroduzidos no meio ambiente, o que facilita a potencial propagação da resistência aos fármacos mencionados.

A maioria dos antibióticos que consumimos é metabolizada no organismo. Porém, pequenas quantidades são eliminadas através dos resíduos expelidos pelo organismo, acabando nas estações de tratamento de águas residuais.

O processo de tratamento das águas residuais envolve um processo biológico em que os resíduos são consumidos por bactérias. Deste modo, estas entram em contacto com os antibióticos acabando por expressar genes de resistência que reduzem a eficácia destes medicamentos.

À medida que as bactérias se reproduzem e crescem, criam um excesso designado por biomassa. As estações de tratamento de águas residuais produzem toneladas de biomassa que é posteriormente tratada e usada como fertilizante na agricultura.

Adam Smith, investigador principal do estudo alerta para o facto de “estarmos a entrar rapidamente num lugar assustador que se chama ‘mundo pós-antibióticos’, em que já não conseguimos combater infecções com antibióticos porque os micróbios adaptaram-se de forma a serem resilientes contra aqueles antibióticos.”

]]>
0
Investigadores de Aveiro Neutralizam Bactéria Resistente a Antibióticos https://www.emforma.net/noticias/investigadores-aveiro-neutralizam-bacteria-resistente-antibioticos https://www.emforma.net/noticias/investigadores-aveiro-neutralizam-bacteria-resistente-antibioticos#respond Fri, 08 Mar 2019 14:53:57 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200091 De acordo com uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro, já é possível neutralizar a bactéria “Staphylococcus aureus”, resistente a antibióticos e responsável por diversas infecções potencialmente fatais em seres humanos.

A lista de infecções causadas pela bactéria “S. aureus” é extensa: foliculite, furunculose, impetigo, celulite infecciosa, pneumonia necrosante, osteomielite, endocardite infecciosa, síndrome do choque tóxico e até intoxicação alimentar.

Nos últimos 30 anos, as infecções hospitalares e da comunidade causadas por “S. aureus” multirresistentes a antibióticos denominados comuns, existindo um aumento de estirpes super-resistentes até mesmo aos antibióticos ditos de última geração. O tratamento é, desse modo, difícil e muitas vezes ineficaz.

A inactivação da bactéria foi testada “in vitro” e na pele de suínos através de terapia fotodinâmica, por si só ou combinada com antibióticos. “Os resultados mostraram que a terapia fotodinâmica, usada já vulgarmente para tratar, por exemplo, a acne, é uma abordagem eficaz para controlar a infecção por “S. aureus” na pele, inactivando a bactéria eficazmente após três ciclos sucessivos de tratamento com luz e sem adição de antibióticos entre ciclos, ou após um ciclo usando a acção combinada da terapia com o antibiótico ampicilina”, revelou a equipa.

]]>
0
Doente com VIH/Sida Cura-se do Vírus pela Segunda Vez na História da Ciência https://www.emforma.net/noticias/doente-vih-sida-cura-virus-segunda-vez-historia-ciencia https://www.emforma.net/noticias/doente-vih-sida-cura-virus-segunda-vez-historia-ciencia#respond Tue, 05 Mar 2019 12:50:24 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200089 Em Londres, um homem recebeu um transplante de medula óssea e tornou-se o segundo caso conhecido de um adulto que conseguiu curar-se do vírus da Sida.

O paciente contraiu o vírus/Sida em 2003 e, em 2012, foi diagnosticado com um linfoma de Hodgkin, um tipo de cancro do sistema linfático. O transplante foi efectuado com medula óssea proveniente de um dador resistente ao Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), resultado de uma mutação genética pouco frequente.

O paciente em questão não tomava medicamentos antirretrovirais há mais de 18 meses e foram efectuados vários testes altamente sensíveis que confirmaram a inexistência de qualquer sinal de infecção pelo vírus.

Ravindra Gupta, líder da equipa de médicos que conduziu os tratamentos, afirma que “o transplante de medula não significa necessariamente uma cura para o VIH/Sida, uma vez que este não pode ser alargado a todos os doentes infectados com a doença, uma vez que tem riscos, é doloroso e obriga a longas hospitalizações.” Além disso, a mutação do gene que torna uma pessoa resistente ao VIH/Sida não é frequente.

No entanto, o investigador sugere que se caminha para uma solução para esta doença que já matou mais de 35 milhões de pessoas.

]]>
0
Triclosan na Pasta de Dentes Prejudica Acção dos Antibióticos https://www.emforma.net/noticias/triclosan-pasta-dentes-prejudica-accao-antibioticos https://www.emforma.net/noticias/triclosan-pasta-dentes-prejudica-accao-antibioticos#respond Sun, 03 Mar 2019 22:49:46 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200086 O triclosan é um composto químico que está presente em diversos produtos tais como pasta de dentes, cosméticos, brinquedos de bebé, roupa e até cartões de multibanco.

Supostamente esta substância exerce efeitos antibacterianos. Contudo, um novo estudo demonstrou que este composto pode fortalecer as bactérias e torna-las resistentes a antibióticos comuns.

Para este estudo, investigadores da Universidade de Washington, EUA, procuraram avaliar o efeito do triclosan sobre a capacidade de o organismo responder ao tratamento de infecções urinárias com antibioterapia.

Grupos de células bacterianas foram tratados com antibióticos bactericidas e foi observada a capacidade de sobrevivência das mesmas. Num dos grupos, as bactérias foram previamente expostas a triclosan e no outro grupo não.

Constatou-se que o triclosan fez aumentar o número de células bacterianas sobreviventes. De facto, de acordo com a equipa, “em vez de ser apenas uma num milhão de bactérias a sobreviver, uma em 10 tinha sobrevivido 20 horas mais tarde.”

Os investigadores concluíram ainda que o efeito protector do triclosan sobre as bactérias expostas a fármacos antibacterianos verificou-se com vários antibióticos, que são considerados únicos na forma como eliminam bactérias, tendo ficado estes antibióticos menos eficazes.

]]>
0
Depressão Atípica: o Que Escondem os Sorrisos https://www.emforma.net/noticias/depressao-atipica-que-escondem-sorrisos https://www.emforma.net/noticias/depressao-atipica-que-escondem-sorrisos#respond Thu, 28 Feb 2019 20:07:16 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=200077 Uma das doenças psiquiátricas mais comuns é a depressão e constitui também um dos principais problemas de saúde no mundo. Estima-se que um em cada dez homens e uma em cada quatro mulheres possam vir a ter crises de depressão em alguma fase da vida.

Esta doença pode apresentar-se de diferentes formas e níveis de gravidade. Nas situações mais graves, os sintomas podem manifestar-se sem relação evidente com acontecimentos traumáticos da vida e podem durar vários meses. Nos estados mais ligeiros, os sintomas apresentam-se de forma menos intensa permitindo a manutenção das actividades diárias. Contudo, podem prolongar-se durante anos.

Existe um tipo de depressão, denominada por depressão atípica e popularmente designada de “depressão sorridente”. Esta é uma das formas mais difíceis de identificação da doença, uma vez que os sintomas são mascarados por demonstrações de felicidade.

O facto de a doença ser difícil de identificar leva ao tratamento tardio. A dificuldade em reconhecer emoções por parte dos indivíduos afectados leva a um maior desafio quando se trabalha com eles a nível psicológico.

Normalmente, o tratamento inclui a prescrição de medicamentos, psicoterapia e alterações no modo de vida. É também recomendado a prática de exercício e meditação.

]]>
0
Microbioma do Colo do Útero Poderá Promover Lesões Pré-Cancerígenas de Alto-Grau https://www.emforma.net/noticias/microbioma-colo-utero-podera-promover-lesoes-cancerigenas-alto-grau https://www.emforma.net/noticias/microbioma-colo-utero-podera-promover-lesoes-cancerigenas-alto-grau#respond Fri, 22 Feb 2019 14:38:12 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199964 Investigadores da Universidade de Nabraska-Lincoln, EUA, conduziram um estudo em que apuraram que a população de bactérias (microbioma) que existem no colo do útero pode propiciar lesões pré-cancerígenas de alto grau.

Não era esperado que esta influência do microbioma sobre este tipo de lesões fosse tão pronunciada. Sabe-se, no entanto, que 99% dos casos de cancro do colo do útero são causadas por infecções do vírus do papiloma humano (HPV).

Foram analisadas amostras de lesões do colo do útero de 144 mulheres da Tanzânia, país que possui uma das taxas mais elevadas de morte causada por este tipo de cancro.

Primeiramente, a equipa comparou bactérias em amostras de mulheres com e sem VIH, uma vez que há estudos que indicam que a infecção por VIH faz aumentar o risco de infecção por HPV. Detectou-se então uma maior diversidade de bactérias nas mulheres com VIH e com lesões do colo do útero.

As bactérias mais abundantes associadas às lesões de mais alto-grau incluíam as da família Mycoplasmadales, Pseudomonadales e Staphylococcus.

As bactérias Mycoplasmadales apresentavam a correlação mais evidente com a severidade das lesões. Assim, sugere-se que estas bactérias poderão promover o desenvolvimento de lesões associadas ao HPV, podendo fazer-se um pré-tratamento antibacteriano.

]]>
0
Esta é a Melhor Relação entre Gorduras e Saúde Cardiovascular https://www.emforma.net/noticias/esta-melhor-relacao-entre-gorduras-saude-cardiovascular https://www.emforma.net/noticias/esta-melhor-relacao-entre-gorduras-saude-cardiovascular#respond Thu, 21 Feb 2019 19:19:53 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199962 Tem-se cada vez mais a noção que uma alimentação rica em gorduras não será o mais indicado para a saúde humana. Mas também não é aconselhável ignorar por completo esta ideia. O que a maioria dos nutricionistas aconselha é quantificar aquilo que se come e optar pelas gorduras certas.

Por gorduras “boas” entende-se gorduras insaturadas. Estas distinguem-se das saturadas pelo número de ligações existentes entre ácidos gordos. Na prática, as gorduras insaturadas são sempre líquidas, enquanto que as saturadas tornam-se sólidas à temperatura ambiente (manteiga ou gordura da carne vermelha).

Exemplos de gorduras “boas” são os óleos vegetais como o de girassol, linhaça, soja ou azeite.

Vários especialistas apontam como negativa a noção de que a gordura se deve evitar ao máximo. Contrariamente, a chave está no equilíbrio entre os vários tipos de gordura, já que todos possuem vantagens a considerar.

Algumas gorduras de origem láctea ajudam a reduzir os níveis de gordura no sangue e aumentam os níveis de HDL (gordura “boa”). Propiciam ainda a redução de colesterol LDL que se traduz num menor risco de problemas cardiovasculares.

Em conclusão, importa saber como equilibrar os diferentes tipos de gordura, quer seja com o propósito de perder peso, ou não.

]]>
0
Dieta Ocidental Pode Aumentar Risco de Septicemia Grave e Morte https://www.emforma.net/noticias/dieta-ocidental-pode-aumentar-risco-septicemia-grave-morte https://www.emforma.net/noticias/dieta-ocidental-pode-aumentar-risco-septicemia-grave-morte#respond Mon, 18 Feb 2019 22:06:08 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199960 Investigadores da Universidade do Estado de Portland, EUA, procuraram analisar o efeito da dieta ocidental sobre a severidade e resultado da septicemia.

O tipo de alimentação ocidental, rica em gordura e pobre em fibras, pode aumentar o risco de desenvolver septicemia severa. Esta condição pode provocar a falência de múltiplos órgãos e constitui a décima-primeira causa de morte a nível mundial.

Para o estudo, a equipa alimentou ratinhos com uma dieta ocidental. Como resultado, estes ratinhos desenvolveram um aumento na inflamação crónica, na severidade e índices de mortalidade por septicemia, comparativamente a ratinhos que tinham uma alimentação normal.

Brooke Napier, líder do estudo, afirma que “parece que a dieta está a manipular a função das células imunitárias para que se fique mais susceptível à septicemia e, quando se tem septicemia morre-se mais rapidamente.”

Estes resultados poderão constituir uma mais-valia para os hospitais, no sentido de monitorizarem a alimentação dos pacientes nas unidades de cuidados intensivos, uma vez que são aqueles que estão mais susceptíveis de desenvolverem septicemia.

A investigação vai ainda prosseguir com o objectivo de determinar se há gorduras específicas que possam influenciar a função das células imunitárias.

]]>
0
Novo Antidepressivo a Caminho do Mercado. É Descrito Como a “Descoberta do Século” https://www.emforma.net/noticias/novo-antidepressivo-caminho-mercado-descrito-descoberta-seculo https://www.emforma.net/noticias/novo-antidepressivo-caminho-mercado-descrito-descoberta-seculo#respond Sun, 17 Feb 2019 15:29:05 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199954 Existe um novo fármaco para a depressão que está a ser descrito como a “descoberta do século”.

Este medicamento está a ser desenvolvido pela farmacêutica norte-americana Johnson & Johnson e designa-se “Esketamine”, inspirado na forma como o anestésico cetamina actua no corpo humano. O fármaco existe sob a forma de spray nasal e foi concebido para o tratamento de formas graves de depressão que não respondem favoravelmente a medicamentos como a sertralina ou o oxalato de escitalopram.

A maioria dos antidepressivos que existem no mercado funciona a partir da recaptação da serotonina, substância que desempenha um papel fundamental na harmonia mental e no humor.

Presentemente, um painel de 17 especialistas da Agência de Segurança de Medicamentos e Alimentos dos Estados Unidos (FDA) votou a favor do reconhecimento dos benefícios deste novo fármaco. Posteriormente vai ser realizada uma fase de testes relacionada com a segurança do doente.

“O nosso programa de pesquisa para o spray nasal de cetamina apoia-se num perfil positivo de risco e benefício para adultos com depressão resistente ao tratamento”, afirma Husseini Manji, director global do laboratório.

Outro dos benefícios deste medicamento é a potencial rápida redução da ideação suicida, um dos efeitos secundários dos fármacos usados actualmente.

]]>
0
Alimentos Ultraprocessados Podem Aumentar Risco de Morte https://www.emforma.net/noticias/alimentos-ultraprocessados-podem-aumentar-risco-morte https://www.emforma.net/noticias/alimentos-ultraprocessados-podem-aumentar-risco-morte#respond Fri, 15 Feb 2019 19:21:09 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199941 Um estudo recente sugere que o consumo de alimentos ultraprocessados pode aumentar o risco de morte. Segundo os investigadores de uma Universidade de Paris, este tipo de produtos alimentares estão associados a várias doenças como obesidade, hipertensão e cancro.

Designam-se alimentos ultraprocessados todos aqueles que tenham sido produzidos através de processos industriais, que contêm vários ingredientes, são ricos em gordura, sal ou açúcar e com um teor muito baixo de fibra. Alguns exemplos são os refrigerantes, as refeições pré-preparadas, carnes processadas, pão e doces.

Para este estudo, a equipa acompanhou 44,551 franceses com 45 anos ou mais de idade durante aproximadamente 7 anos. Foi preenchido um formulário em que era prestada informação relativa à alimentação, estilo de vida, peso, altura, actividade física e estatuto socioeconómico.

O consumo de alimentos ultraprocessados foi associado a ser mais jovem, a habilitações académicas e rendimentos mais baixos, a índices de massa corporal mais altos, menor prática de exercício físico e a viver sozinho.

A equipa descobriu que o risco de morte aumentava em 14% por cada 10% de subida na quantidade de alimentos ultraprocessados consumidos.

O impacto negativo deste tipo de alimentos sobre a longevidade relaciona-se com elevados conteúdos de sal, açúcar e gordura.

]]>
0