Notícias – Em Forma https://www.emforma.net O Guia Online do Bem-estar, Saúde, Fitness e da Longevidade Sat, 19 Jan 2019 15:50:06 +0000 pt-BR hourly 1 Uma em Cada Quatro Pessoas Não Faz Exercício Físico Suficiente; em Portugal são 40%. https://www.emforma.net/noticias/uma-cada-quatro-pessoas-nao-faz-exercicio-fisico-suficiente-portugal-sao-40 https://www.emforma.net/noticias/uma-cada-quatro-pessoas-nao-faz-exercicio-fisico-suficiente-portugal-sao-40#respond Fri, 18 Jan 2019 09:00:03 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199716 A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou um estudo em que se estima que, a nível mundial, cerca de 1,4 mil milhões de pessoas possuem níveis insuficientes de prática de actividade física. Esta situação pode colocá-las em maior risco de

O post Uma em Cada Quatro Pessoas Não Faz Exercício Físico Suficiente; em Portugal são 40%. apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou um estudo em que se estima que, a nível mundial, cerca de 1,4 mil milhões de pessoas possuem níveis insuficientes de prática de actividade física. Esta situação pode colocá-las em maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, demência e alguns tipos de cancro.

Os países com taxas mais elevadas de actividade física insuficiente em adultos são o Kuwait (67%), a Arábia Saudita (53%) e o Iraque (52%). Por sua vez, o Uganda e Moçambique são os países onde há menos sedentarismo.

Em Portugal, 43,4% dos adultos praticam actividade física considerada insuficiente. A nível europeu, Portugal não se encontra bem posicionado, uma vez que vários países, tais como Espanha, França, Holanda ou Suécia, registam níveis de diminuta actividade física abaixo dos portugueses.

A percentagem de pessoas com actividade física insuficiente, em Portugal, é mais elevada em mulheres (48,5%) do que nos homens (37,5%). Fiona Bull, co-autora do estudo, salienta que “é importante “promover e melhorar o acesso das mulheres a oportunidades que sejam seguras, acessíveis e culturalmente aceitáveis”.

Este estudo baseou-se em níveis de actividade física reportados pelas próprias pessoas, num inquérito que englobou 1,9 milhões de participantes.

O post Uma em Cada Quatro Pessoas Não Faz Exercício Físico Suficiente; em Portugal são 40%. apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
0
Alimentação Baseada em Plantas Beneficia os Atletas https://www.emforma.net/noticias/alimentacao-baseada-plantas-beneficia-atletas https://www.emforma.net/noticias/alimentacao-baseada-plantas-beneficia-atletas#respond Wed, 16 Jan 2019 22:09:59 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199714 Um estudo recente demonstrou que os atletas que adoptem uma dieta à base de plantas apresentam um melhor desempenho e recuperação para além do benefício para a saúde cardíaca. Para verificarem o efeito deste tipo de alimentação, a equipa analisou

O post Alimentação Baseada em Plantas Beneficia os Atletas apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
Um estudo recente demonstrou que os atletas que adoptem uma dieta à base de plantas apresentam um melhor desempenho e recuperação para além do benefício para a saúde cardíaca.

Para verificarem o efeito deste tipo de alimentação, a equipa analisou vários estudos sobre o tema. Um estudo de 2017 indicava que 44% dos ciclistas e atletas de corrida de meia-idade apresentavam placa coronária. Os investigadores explicaram que uma dieta vegetariana e baixa em gordura constitui a forma mais eficaz de reverter a situação.

Além disso, este tipo de dieta permite actuar contra a aterosclerose, dislipidémia, hipertensão, excesso de peso e diabetes.

Na dieta vegetariana os hidratos de carbono são tipicamente abundantes, o que também pode ajudar no desempenho dos atletas, uma vez que são uma fonte de energia primária na prática de exercício de resistência e aeróbico.

A equipa descobriu ainda que uma dieta baseada em plantas aumenta o fluxo sanguíneo, a oxigenação dos tecidos e diminui o stress oxidativo e a inflamação, o que contribui para um melhor desempenho e recuperação dos atletas.

“Não admira que mais e mais atletas estejam a aderir a uma dieta vegan”, disse o co-autor do estudo James Loomis, do Complexo Médico Barnard, EUA.

O post Alimentação Baseada em Plantas Beneficia os Atletas apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
0
COMPASS, o Projecto que Quer Encontrar Novas Terapias para o Cancro Infantil https://www.emforma.net/noticias/compass-projecto-quer-encontrar-novas-terapias-cancro-infantil https://www.emforma.net/noticias/compass-projecto-quer-encontrar-novas-terapias-cancro-infantil#respond Mon, 14 Jan 2019 14:17:34 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199712 Na Alemanha, o Hopp Children’s Cancer Center Heidelberg (KiTZ), começou a coordenar o projecto COMPASS, uma iniciativa financiada em 1,5 milhões de euros, pela ERA PerMed, que é um consórcio que envolve as principais instituições científicas da Europa. Este projecto

O post COMPASS, o Projecto que Quer Encontrar Novas Terapias para o Cancro Infantil apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
Na Alemanha, o Hopp Children’s Cancer Center Heidelberg (KiTZ), começou a coordenar o projecto COMPASS, uma iniciativa financiada em 1,5 milhões de euros, pela ERA PerMed, que é um consórcio que envolve as principais instituições científicas da Europa.

Este projecto tem como objectivo definir uma plataforma internacional padronizada para o ensaio de fármacos com base na análise de imagens e análise molecular que permite caracterizar e classificar diferentes tipos de tumores em crianças afectadas.

Os procedimentos moleculares podem abrir o caminho para novos fármacos direccionados, quando as terapias que existem falham no tratamento de crianças com cancro. No entanto, quando estes procedimentos, por si só, também não contribuem para o sucesso do tratamento é necessário procurar novas abordagens.

Olaf Witt, director do Programa Translacional do KiTZ, explica que “aplicamos técnicas de microscopia de alto rendimento para investigar se o tecido tumoral é responsivo a uma panóplia de medicamentos clinicamente aprovados, o que acrescenta uma valiosa dimensão ao diagnóstico. Combinando os dados funcionais de resposta a medicamentos baseados em imagens com as informações obtidas através de análises moleculares, obtemos dados mais precisos de abordagens terapêuticas promissoras em casos de cancro infantil previamente incuráveis.”

O post COMPASS, o Projecto que Quer Encontrar Novas Terapias para o Cancro Infantil apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
0
Terapia Hormonal Poderá Combater Osteoartrite no Joelho na Pós-Menopausa https://www.emforma.net/noticias/terapia-hormonal-podera-combater-osteoartrite-joelho-pos-menopausa https://www.emforma.net/noticias/terapia-hormonal-podera-combater-osteoartrite-joelho-pos-menopausa#respond Sun, 13 Jan 2019 20:28:49 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199709 A osteoartrite é a doença músculo-esquelética mais comum nos idosos, afectando maioritariamente o sexo feminino após a menopausa. Esta doença traduz-se em dores fortes e incapacidade física neste grupo populacional. Os tratamentos mais comummente utilizados para a osteoartrite no joelho

O post Terapia Hormonal Poderá Combater Osteoartrite no Joelho na Pós-Menopausa apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
A osteoartrite é a doença músculo-esquelética mais comum nos idosos, afectando maioritariamente o sexo feminino após a menopausa. Esta doença traduz-se em dores fortes e incapacidade física neste grupo populacional.

Os tratamentos mais comummente utilizados para a osteoartrite no joelho consistem no uso de fármacos anti-inflamatórios não esteróides e cirurgia. No entanto, ambos os tratamentos podem causar complicações gastrointestinais e cirúrgicas, respectivamente.

Um estudo desenvolvido na Coreia do Sul que contou com dados de 4.766 mulheres em pós-menopausa, demonstrou que a incidência de osteoartrite no joelho era significativamente menor em mulheres que utilizaram terapia hormonal do que nas que não tinham usado esta terapia.

Em concentrações elevadas, o estrogénio apresenta um efeito anti-inflamatório. Por este facto, tem-se sugerido que as alterações hormonais nas mulheres, nomeadamente a redução dos níveis de estrogénio, poderão conduzir a uma maior incidência de osteoartrite após a menopausa. Deste modo, a terapia hormonal de substituição parece reduzir a dor crónica e as alterações histológicas na cartilagem características da ostoartrite.

A directora da Sociedade Norte-Americana da Menopausa, JoAnn Pinkerton, afirma que “este estudo sugere que o estrogénio tomado na menopausa pode inibir a danificação na cartilagem e reduzir a deterioração no joelho observada nos raios-X.”

O post Terapia Hormonal Poderá Combater Osteoartrite no Joelho na Pós-Menopausa apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
0
O Nosso Organismo Poderá Curar a Diabetes no Futuro? https://www.emforma.net/noticias/nosso-organismo-podera-curar-diabetes-futuro https://www.emforma.net/noticias/nosso-organismo-podera-curar-diabetes-futuro#respond Fri, 11 Jan 2019 22:23:08 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199707 Na Noruega, uma equipa de cientistas da Universidade de Bergen elaborou um estudo em que se sugere que a cura para a diabetes pode residir no nosso próprio organismo. Esta equipa descobriu que as funções das células que produzem insulina

O post O Nosso Organismo Poderá Curar a Diabetes no Futuro? apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
Na Noruega, uma equipa de cientistas da Universidade de Bergen elaborou um estudo em que se sugere que a cura para a diabetes pode residir no nosso próprio organismo.

Esta equipa descobriu que as funções das células que produzem insulina que estejam defeituosas ou inexistentes podem ser assumidas por células contíguas.

Assim, existem três tipos de células pancreáticas: as alfa, beta e delta que produzem diferentes tipos de hormonas que regulam os níveis de glicose sanguínea. As células-alfa produzem glucagon que aumenta a glicose no sangue; as células-beta produzem insulina que diminui os níveis de glucagon e as células-delta produzem somatostatina que regula as células alfa e beta.

Os indivíduos com diabetes possuem uma incapacidade na função das células-beta, que se traduz em níveis elevados de glicose no sangue. Deste modo, tem de ser administrada insulina para os níveis glicémicos permanecerem controlados.

Os investigadores descobriram então que as células produtoras de glucagon possuem a capacidade de mudar a sua identidade e adaptam-se no sentido de exercer a função das células produtoras de insulina adjacentes que estejam incapacitadas ou inexistentes.

Em ensaios conduzidos em animais, foi possível, através de um fármaco, aumentar o número de células produtoras de insulina até 5%.

O post O Nosso Organismo Poderá Curar a Diabetes no Futuro? apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
0
Cancro da Mama Triplo Negativo: Novo Tratamento Desenvolvido https://www.emforma.net/noticias/cancro-mama-triplo-negativo-novo-tratamento-desenvolvido https://www.emforma.net/noticias/cancro-mama-triplo-negativo-novo-tratamento-desenvolvido#respond Thu, 10 Jan 2019 21:21:00 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199705 Uma equipa de investigadores da Universidade de Princeton em Nova Jérsia, Estados Unidos, está a desenvolver um novo tratamento para o cancro de mama triplo. Este tipo de cancro é particularmente agressivo e está presente em 12 a 17% dos

O post Cancro da Mama Triplo Negativo: Novo Tratamento Desenvolvido apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
Uma equipa de investigadores da Universidade de Princeton em Nova Jérsia, Estados Unidos, está a desenvolver um novo tratamento para o cancro de mama triplo. Este tipo de cancro é particularmente agressivo e está presente em 12 a 17% dos casos de cancro da mama. O seu tratamento é difícil, uma vez que as células arranjam maneira de escapar aos tratamentos existentes.

Este novo tratamento, testado em ratinhos, demonstrou abrandar a evolução deste tipo de cancro e evitou a formação de metástases. O tratamento foi administrado durante sete semanas e verificou-se que houve um bloqueio do crescimento tumoral e o cancro não se espalhou para os pulmões, sem causar efeitos adversos significativos.

Os investigadores descobriram que a proteína designada como TINAGL1 possui a capacidade de bloquear os mecanismos de crescimento que permitem que as células cancerígenas se multipliquem e migrem para outras áreas do corpo.

A proteína TINAGL1 actua sobre a actividade de outras proteínas promotoras de tumores e interfere ainda com as vias que regulam a transformação das células tumorais. Uma vez que a proteína ocorre naturalmente no organismo, sugere-se que uma versão sintética desta proteína poderá travar a evolução do cancro de mama triplo.

O post Cancro da Mama Triplo Negativo: Novo Tratamento Desenvolvido apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
0
São Três os Medicamentos Ilegais para a Disfunção Eréctil Detectados em Portugal https://www.emforma.net/noticias/tres-medicamentos-ilegais-disfuncao-erectil-detectados-portugal https://www.emforma.net/noticias/tres-medicamentos-ilegais-disfuncao-erectil-detectados-portugal#respond Wed, 09 Jan 2019 22:54:13 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199698 Existem três produtos que são utilizados para a disfunção eréctil que foram considerados “medicamentos ilegais”, uma vez que não dispõem de “autorização de introdução no mercado em Portugal”. Estes produtos são o “Japan Tengsu”, “Slimex” e “Yohimbe 500mg”. De acordo

O post São Três os Medicamentos Ilegais para a Disfunção Eréctil Detectados em Portugal apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
Existem três produtos que são utilizados para a disfunção eréctil que foram considerados “medicamentos ilegais”, uma vez que não dispõem de “autorização de introdução no mercado em Portugal”. Estes produtos são o “Japan Tengsu”, “Slimex” e “Yohimbe 500mg”.

De acordo com o Infarmed, estes produtos foram encontrados na alfândega e segundo o comunicado feito “o produto tem, provavelmente, origem em vendas através da Internet, não tendo sido detectado no circuito legal de venda de medicamentos (por exemplo, farmácias).”

Depois de uma análise laboratorial, o Infarmed constatou que os produtos “Slimex” e “Japan Tengsu” contêm a substância activa sildenafil e o produto “Yohimbe 500mg” contém ioimbina, substâncias que se destinam à melhoria do desempenho sexual. Este instituto sublinha ainda que “atendendo a que não está garantida a qualidade, segurança e eficácia deste produto, a sua utilização é proibida em Portugal.”

As entidades que dispõem destes produtos já foram avisadas de que não o podem vender, dispensar ou administrar e também os utentes que possuam os produtos em questão não os devem utilizar, podendo entregá-los numa farmácia para posterior destruição.

O post São Três os Medicamentos Ilegais para a Disfunção Eréctil Detectados em Portugal apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
0
Adoçantes Não Evidenciam Benefícios Significativos Para a Saúde https://www.emforma.net/noticias/adocantes-nao-evidenciam-beneficios-significativos-saude https://www.emforma.net/noticias/adocantes-nao-evidenciam-beneficios-significativos-saude#respond Tue, 08 Jan 2019 21:53:34 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199689 Há cada vez mais pessoas a optarem por consumir alimentos e bebidas que contêm adoçantes sem açúcar, em vez de consumirem açúcar tradicional. Embora existam diversos adoçantes aprovados, não são muito evidentes os seus potenciais benefícios e malefícios quando consumidos

O post Adoçantes Não Evidenciam Benefícios Significativos Para a Saúde apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
Há cada vez mais pessoas a optarem por consumir alimentos e bebidas que contêm adoçantes sem açúcar, em vez de consumirem açúcar tradicional. Embora existam diversos adoçantes aprovados, não são muito evidentes os seus potenciais benefícios e malefícios quando consumidos de forma regular.

Neste âmbito, uma equipa de investigadores conduziu uma meta-análise a 56 estudos que comparavam os efeitos do consumo elevado e da ausência ou consumo reduzido de adoçantes, em adultos e crianças saudáveis.

As medidas incluíam o controlo glicémico, cancro, peso, doenças cardiovasculares, doenças renais, saúde oral, estado de humor e comportamentos nos participantes.

Segundo a maioria dos resultados, pareceu não existirem diferenças estatísticas ou clínicas relevantes entre os indivíduos expostos a adoçantes e os não expostos, assim como o consumo de diferentes doses de adoçantes.

Alguns estudos indicavam que os adoçantes conduziam a pequenas melhorias, mas com evidências limitadas, no índice de massa corporal e nos níveis de glicose no sangue. Por outro lado, nos adultos e crianças com excesso de peso ou obesos, verificou-se que o consumo de adoçantes não mostrou nenhum efeito benéfico visível na perda de peso.

O post Adoçantes Não Evidenciam Benefícios Significativos Para a Saúde apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
0
Perda de Audição em Idosos Associada a Depressão https://www.emforma.net/noticias/perda-audicao-idosos-associada-depressao https://www.emforma.net/noticias/perda-audicao-idosos-associada-depressao#respond Mon, 07 Jan 2019 20:59:17 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199679 A perda de audição é a terceira doença crónica mais comum nos idosos. Segundo investigações recentes, quanto maior é a perda de audição mais acentuado é o risco de os idosos apresentarem sintomas de depressão. O estudo foi conduzido por

O post Perda de Audição em Idosos Associada a Depressão apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
A perda de audição é a terceira doença crónica mais comum nos idosos. Segundo investigações recentes, quanto maior é a perda de audição mais acentuado é o risco de os idosos apresentarem sintomas de depressão.

O estudo foi conduzido por uma equipa do Centro Médico da Universidade de Columbia, Estados Unidos, em que foram analisados os dados clínicos de 5.239 pessoas com idade superior a 50 anos. Os participantes foram submetidos a um teste audiométrico para avaliar a audição e também a um rastreio de sintomas de depressão.

Constatou-se então que os indivíduos com perda de audição ligeira tinham quase o dobro da propensão para apresentar depressão, quando comparados com os participantes com audição normal. Quando a perda de audição era severa, a possibilidade de apresentarem sintomas de depressão era quatro vezes superior.

O estudo não estabelece uma causa e efeito, uma vez que se fez uma associação num momento isolado. No entanto, “é compreensível que as pessoas com problemas de audição sejam propensas para a depressão pois têm mais problemas em comunicar, ficando mais isoladas socialmente e o isolamento social pode provocar depressão”, explicou Justin Golub, investigador líder do estudo.

O post Perda de Audição em Idosos Associada a Depressão apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
0
Cientistas Conseguiram Criar Anticorpos Que Travam o Aumento de Peso https://www.emforma.net/noticias/cientistas-conseguiram-criar-anticorpos-travam-aumento-peso https://www.emforma.net/noticias/cientistas-conseguiram-criar-anticorpos-travam-aumento-peso#respond Sun, 06 Jan 2019 20:34:27 +0000 https://www.emforma.net/?post_type=ef_new&p=199664 Nos Estados Unidos, uma empresa desenvolveu um anticorpo que pode actuar nas reservas de gordura, travando o aumento de peso e diminuindo o apetite em ratos e macacos. Os investigadores acreditam que esta descoberta pode ser útil nos seres humanos.

O post Cientistas Conseguiram Criar Anticorpos Que Travam o Aumento de Peso apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
Nos Estados Unidos, uma empresa desenvolveu um anticorpo que pode actuar nas reservas de gordura, travando o aumento de peso e diminuindo o apetite em ratos e macacos. Os investigadores acreditam que esta descoberta pode ser útil nos seres humanos.

A obesidade é um problema de saúde pública que afecta cerca de 650 milhões de pessoas em todo o mundo. Em Portugal, pelo menos 30% da população tem excesso de peso.

Os dados fornecidos pela literatura mostram que o receptor do peptídeo inibidor gástrico (GIP) ou peptídeo insulinotrópico dependente da glicose é promotor da obesidade. O anticorpo desenvolvido é dirigido especificamente a este receptor.

No artigo lê-se que “administraram este anticorpo a modelos ratos obesos e descobriram que os roedores apresentavam uma redução média na massa de gordura de 37%, assim como níveis mais baixos de glicose no sangue e triglicerídeos”.
Em macacos obesos foi usada a versão humana do mesmo anticorpo (hGIPR-Ab) e constatou-se uma perda de peso significativa, efeito que foi melhorado quando se utilizou “dulaglutida” que é uma substância usada no tratamento da diabetes.

De acordo com os cientistas, “os dados fornecem uma validação pré-clínica de uma abordagem terapêutica para tratar a obesidade com anticorpos anti-GIPR”.

O post Cientistas Conseguiram Criar Anticorpos Que Travam o Aumento de Peso apareceu primeiro em Em Forma.

]]>
0