Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


Descoberta Forma de Protecção Contra Danos Causados por Radiação Intensa

  • Português

A radioterapia intensa torna-se eficaz contra os tumores cancerígenos, mas pode afectar também as células intestinais saudáveis, causando toxicidade em 60% dos pacientes. Verifica-se que 10% dos pacientes tratados acabam por desenvolver síndrome gastrointestinal, que consiste na morte das células intestinais, levando à morte do paciente.

Uma equipa de investigadores descobriu uma forma de protecção contra os efeitos danosos da radioterapia neste tipo de pacientes.

Constataram que o aumento dos níveis de uma proteína conhecida como “unconventional prefoldin RPB5 interactor protein” (URI) consegue proteger ratinhos tratados com radioterapia contra a síndrome gastrointestinal.

Para o estudo foram usados ratinhos manipulados geneticamente: um grupo expressou níveis elevados de URI nos intestinos, outro expressou níveis reduzidos da proteína e um terceiro grupo serviu de controlo.

Observou-se então que após terem recebido uma dose elevada de radiação, 100% dos ratinhos que expressavam níveis elevados de URI nos intestinos sobreviveram à síndrome gastrointestinal. Esta proteína é exprimida nas células estaminais das criptas intestinais; quando a radioterapia termina, estas células regeneram o tecido danificado.

Os ratinhos do grupo em que o gene tinha sido suprimido acabaram por morrer por síndrome gastrointestinal.

Estas descobertas podem ser úteis no sentido de atenuar os efeitos secundários de outras fontes de radiação intensa.

Descoberta Forma de Protecção Contra Danos Causados por Radiação Intensa

Fonte: In "www.alert-online.com"

Avalia este conteúdo
0/5 (0 votos)
Etiquetas: células intestinais, radiação, radioterapia, síndrome gastrointestinal, toxicidade, tumores cancerígenos

Leave a Reply

Your email address will not be published.