Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


Comer Carne Vermelha Pode Aumentar Risco De Endometriose, Sugere Estudo

De acordo com os resultados obtidos num estudo realizado pelo Centro de Pesquisa de Cancro Fred Hutchinson, nos Estados Unidos, os investigadores concluíram que o consumo elevado de carne vermelha não processada pode aumentar a probabilidade de desenvolvimento de endometriose, pela elevada quantidade de estrogénios presentes. Por outro lado, verificou-se que consumir carnes brancas, peixe e marisco não afecta essa probabilidade.

A endometriose caracteriza-se pela presença do tecido que reveste o interior do útero (endométrio) fora da cavidade uterina. Este tecido pode “invadir” a zona pélvica, trompas, ovários, intestinos e bexiga.

As causas desta doença são ainda desconhecidas, no entanto, sugere-se que possa ser genética, que possa estar relacionada com problemas do sistema imunitário e também com exposição a produtos químicos. Os sintomas incluem dor, período menstrual mais longo, fadiga e além disto pode acarretar risco de infertilidade e problemas ao nível do intestino e bexiga.

Para este estudo foram analisadas 81,908 mulheres em idade de pré-menopausa, entre 1991 e 2013. De quatro em quatro anos, as mulheres em estudo tinham de responder a um questionário sobre a sua dieta e eram monitorizadas no sentido de verificar a existência de endometriose.

Comer Carne Vermelha Pode Aumentar Risco De Endometriose, Sugere Estudo

Fonte: In "jornalciencia.com"

Avalia este conteúdo
0/5 (0 votos)
Etiquetas: carne, carne vermelha, comer carne, endometriose

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.