Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


AVC: Detectadas Bactérias Orais em Êmbolos Cerebrais

Uma equipa de investigadores de uma universidade da Finlândia descobriu ADN de agentes patogénicos orais em êmbolos de pacientes que sofreram de acidente vascular cerebral (AVC).

A causa de 87% dos AVC é a trombose das artérias cerebrais, em que a maioria dos trombos tem origem em estenoses da artéria carótida, deslocando-se e bloqueando a circulação cerebral.

Este estudo está inserido numa investigação que tem por objectivo apurar os efeitos das infecções bacterianas no desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Foram examinadas amostras de aspirações de trombos removidas de 75 pacientes com AVC, como parte de um tratamento de urgência. Estas amostras foram analisadas através da duplicação do ADN bacteriano, detectando-se, assim, ADN de bactérias orais em 79% das amostras estudadas.

Os resultados demonstraram uma quantidade elevada de ADN da bactéria streptococcus viridans, uma bactéria normal e inofensiva na cavidade oral. Contudo, se entrar na circulação sanguínea pode causar infecção nas válvulas cardíacas. Além disso, pode tornar o paciente mais susceptível a coágulos sanguíneos, uma vez que tem capacidade para se ligar directamente a vários receptores das plaquetas.

Este estudo vem demonstrar que a saúde e higiene oral são muito importantes para a saúde, no sentido de evitar infecções potencialmente fatais.

AVC: Detectadas Bactérias Orais em Êmbolos Cerebrais

Fonte: In "www.alert-online.com"

Avalia este conteúdo
0/5 (0 votos)
Etiquetas: acidente vascular cerebral, adn, artéria carótida, artérias cerebrais, avc, cavidade oral, circulação cerebral, coágulos sanguíneos, higiene oral, plaquetas, streptococcus viridans, trombose, válvulas cardíacas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.