Estar sempre a investir

Este artigo tem como objectivo explicar porque razão é importante estar sempre a investir em nós mesmos e nos nossos negócios.

Vamos começar?

Nunca deves ter o dinheiro parado

Para gerar dinheiro é preciso ter o dinheiro sempre a circular. Para as despesas imediatas apenas ter alguns meses de despesas na conta à ordem. Claro que para saber a despesa mensal é preciso registar todas as despesas durante o percorrer do ano.

E é aqui que cada pessoa é diferente. Há pessoas que precisam de 600€ por mês e outras que precisam de 2000€. É ajustar esta quantia e com base nisso gerir as nossas expectativas, pensar sempre no pior cenário e dar uma folga na quantia. Se precisares de 1000€ por mês então tenta ter como objectivo ~1100€.

O objectivo é ter rendimentos passivos para cobrir toda a nossa despesa mensal. Quando isso acontecer seremos então livres.

Aprender algumas noções básicas de investimento

Esquece a bolsa e as teorias complexas de mercado e de investimento. O que funciona é fundamentalmente simples e já está mais que provado na história e no mercado. Não sigas os produtos complexos e “sofisticados” pelos especialistas e pelos bancos. A reter: o que funciona é fundamentalmente simples.

Tijolo a tijolo o edifício fica cada vez mais alto :-)

Tijolo a tijolo o edifício fica cada vez mais alto 🙂

O que tu queres é activos que gerem rendimentos, quanto mais rápido melhor, bónus se forem rendimentos passivos. Terrenos, imóveis, produtos e serviços são apenas alguns exemplo de formas passivas de gerar dinheiro. Claro que para vender produtos e serviços é preciso ter uma empresa constituída e a funcionar. Nessa situação é preciso ter atenção aos custos fixos.

Tenta perceber o que retorna dinheiro mais rapidamente. Aponta para mais de 5% de retorno para sequer investir o dinheiro. Se não render isso vende o activo e avança em frente.

Investir em nós mesmos

Agora e mais que nunca temos que batalhar o declínio do capital humano com a formação contínua e desenvolvimento de contactos.

Analisa o que o mercado está a procura e vai atrás disso apesar das dificuldades.

Cada formação e curso é um incentivo para pedir mais dinheiro pelo serviço ou para pedir um aumento ao actual patrão.

Cresce ou morre.

Não podemos estagnar ano após ano e esperar que a nossa situação financeira melhore.

Toma controlo.

Percebe que as pessoas não querem que tenhas mais sucesso do que elas.

Investe nos teus negócios

À semelhança do que fazemos com nós mesmos devemos investir nos nossos negócios o tempo inteiro da mesma forma que fazemos no nosso desenvolvimento pessoal.

Trabalha para aumentar as margens de lucro e a facturação sem comprometer a qualidade do serviço.

Cresce ou morre.

Procura o evento

Esfarrapa até encontrares o evento que te faça financeiramente independente.

A crença do guardar eternamente até chegar à reforma está completamente errado a meu ver. A não ser que queiras parar de trabalhar só quando fores reformado.

O evento será na maior parte das vezes uma oportunidade de negócio depois de alguns anos a esfarrapar e não a guardar euros todos os meses até à reforma.

Vamos vencer?

Etiquetas: estar sempre a investir, investir, investir em nós, negócios, noções de investimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.