A Gravidez e os Telemóveis

Parece que os bebés enquanto ainda estão na barriga das mães não estão alheios aos sons emitidos pelos telemóveis, quer sejam o da mãe ou de quem se encontra por perto. São os especialistas norte americanos que vêm fazer o alerta, uma vez que dedicaram algum do seu tempo ao estudo das reações dos fetos quando os telemóveis tocam em chamada ou apenas em tom de aviso da chegada de uma mensagem.

As grávidas que utilizam regularmente o telemóvel correm um risco acrescido de terem crianças com problemas comportamentais. ( Autor: bolsademulher.com )

As grávidas que utilizam regularmente o telemóvel correm um risco acrescido de terem crianças com problemas comportamentais. ( Autor: bolsademulher.com )

Trinta grávidas constituíram a população do estudo em causa e a conclusão foi de que os sons dos telemóveis têm a capacidade de alterar os ciclos de sono e Vigília dos seus filhos. As grávidas estudadas encontravam-se no terceiro trimestre da gravidez (entre as vinte e sete e as quarenta e uma semanas gestacionais) e todas faziam uso dos telemóveis bem próximo das cabeças dos bebés.

Os telemóveis tocaram um determinado número de vezes com intervalos de cinco minutos entre cada toque. Enquanto isso, os médicos realizaram ecografias para verificar o comportamento dos fetos. Segundo Boris Petrikovsky, um catedrático em Obstetrícia de Nova Iorque, os fetos quando são acordados de hora a hora não se mostram muito satisfeitos e quer o som quer as vibrações sobressaltam os fetos perturbando o seu sono. Durante as ecografias foram verificados sinais de surpresa e sobressalto, como por exemplo a movimentação da cabeça, o abrir da boca e um pestanejar mais frequente. Em noventa por cento dos fetos ao fim de dez minutos estes ainda se mostravam surpreendidos. Também se verificou que os fetos com mais de trinta e seis semanas se habituaram rapidamente aos toques e às vibrações dos telemóveis.

De todo este estudo não foi possível comprovar se essa perturbação pode afetar a saúde do feto ou colocar a gravidez em risco. Será certamente esta a razão para a realização de um próximo estudo. No entanto sabe-se que se o ruído dos telemóveis for repetitivo pode afetar tanto o filho como a mãe.

Marcado com: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acompanha o Em Forma