Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


O Que Fazer Com a Presença de Aftas

[-] Índice de conteúdos

Ainda Existem Muitos Mitos Sobre As Aftas

Apesar da muita informação dada pelos profissionais de saúde, ainda sobressaem muitos mitos e crenças à volta de alguns problemas de saúde. As aftas (um problema de saúde muitas vezes doloroso) surgem com alguma frequência e muito se diz sobre elas, umas verdade e outras mentira. Os mitos existentes, levam muitas vezes as pessoas a tomarem atitudes que em vez de ajudar, prejudicam. É com o objetivo de desmistificar os mitos existentes sobre as aftas que surge este texto.

O primeiro sintoma de aftas é a <a title=

dor intensa e incómodo ao toque na zona afetada pela úlcera. Podem ainda surgir outros sintomas tais como febre, inflamação dos gângios ou mau estar geral. " width="195" height="144"> Os primeiros sintomas de aftas são a dor intensa e incómodo ao toque na zona afetada pela úlcera. Podem ainda surgir outros sintomas tais como febre, inflamação dos gânglios ou mau estar geral.

A afta é de fácil diagnóstico, mas muitas vezes se afirma a existência desta apenas porque arde ou dói algum local da boca. O ardor e a dor não são sinónimos de presença de afta é necessário verificar se existe mesmo para se proceder da melhor forma. O cirurgião Arthur Cerri refere o seguinte:

  • A melhor cura para uma afta é deixar que a sua cicatrização se faça naturalmente e sem medicamentos. Como não há causa específica para o seu aparecimento também não há tratamento específico.
  • Os medicamentos que se possam usar só atenuam a dor, mas não curam a afta, pelo contrário retardam-no.
  • Comer alimentos ácidos pode levar ao aparecimento de aftas assim como de outras feridas.
  • O stress emocional, como alguns defendem, causam aftas assim como herpes devido às alterações hormonais.
  • As aftas não surgem em qualquer parte da boca, apenas nas partes que não possuem proteção de queratina, nas partes mais moles e mais macias.
  • Muita atenção, o herpes labial e as aftas não são a mesma coisa. Como já foi dito não há causa específica para a afta e o herpes tem como causa a presença de um vírus.
  • É necessário cuidar da higiene da boca uma vez que a presença de aftas pode levar ao aparecimento de infeções graves. Por isso muita atenção às mesinhas e aos remédios caseiros.
  • O beijo não transmite a afta, mas fazer sexo oral pode aumentar a possibilidade de transmitir as doenças sexualmente transmissíveis.
Avalia este conteúdo
4.075/5 (3 votos)
Etiquetas: aftas, doenças sexualmente transmissíveis, frutas ácidas aftas, herpes labial, higiene, stress emocional, úlcera bocal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.