Alergias – Como Evitar os Invasores e Identificar os Alérgenos

  • Português

A xenofobia é o medo dos estrangeiros ou dos estranhos, e o sistema imunitário de uma pessoa com alergias é extremamente xenófobo, pois considera que as pequenas partículas que habitualmente flutuam à nossa volta – o pó da casa, pêlos ou penas de animais, pólen, bolor – são intrusos que lhe desagradam e o prejudicam.

A fim de reconhecer e capturar esses intrusos, o sistema imunitário convoca primeiro um comité vigilante de anticorpos, substâncias químicas que se juntam para combater os intrusos.

Depois reúne uma infinidade de guerreiros (tais como histaminas), que tentam livrar-se dos intrusos nocivos. Se tiver uma alergia vulgar com sintomas como espirros, pieira, olhos lacrimejantes, nariz entupido ou corrimento nasal, todos esses sintomas são o resultado final das células a reagirem aos invasores.

Muitos medicamentos podem tratar os sintomas de alergia, mas talvez não precise de qualquer medicação se puder evitar logo à partida que o seu sistema imunitário xenófobo seja afetado. Para conseguir isso, terá de manter os intrusos longe do seu corpo.

A xenofobia é o medo dos estrangeiros ou dos estranhos, e o sistema imunitário de uma pessoa com alergias é extremamente xenófobo (Autor: ADAM)

A xenofobia é o medo dos estrangeiros ou dos estranhos, e o sistema imunitário de uma pessoa com alergias é extremamente xenófobo (Autor: ADAM)

[-] Índice de conteúdos

Como Identificar os Alérgenos

O primeiro passo no sentido de evitar o contacto com os seus alérgenos, as substâncias a que é alérgico, é identificá-las.

Por vezes, o bem senso dir-lhe-á o que está a causar as alergias. Por exemplo, alguns dão-se conta que quando estão perto de um gato ou mexem num, começam a espirrar e os seus olhos ficam a arder e lacrimejar, ou que ficam com asma urticária. Outros dão-se conta que quando comem qualquer coisa que contém soja, por exemplo, têm uma reação imediata. Assim, por vezes, as pessoas conseguem identificar perfeitamente a alergia.

Mas, há muitos casos em que as pessoas não conseguem identificar as causa. Por exemplo, dentro de uma casa pode existir pó, pêlos e penas de animais, de modo que quando alguém começa a espirrar, é difícil saber ao que é alérgica – se a uma, a várias ou a todas estas coisas. Nestes casos, poderá ser muito útil fazer um teste de alergias.

Quando alguém demonstra sintomas alérgicos persistentes, mas não consegue isolar o alérgeno, o melhor é consultar um alergologista, fazer um teste e descobrir quais são os alérgenos em causa. Ao realizar um teste cutâneo, coloca-se um pouco de alérgeno na pele e o médico observa se há ou não uma reação. Ou então, pode fazer-se uma análise de sangue, denominada “teste radioalergosorvente” (RAST). Esse teste é menos sensível, mas não obriga a pessoa a suportar a reação resultante do teste cutâneo. Só quando você tiver os resultados dos testes é que poderá planear uma estratégia bem definida com vista à prevenção.

Etiquetas: alérgenos, alergias, como identificar os alérgenos, pequenas partículas, sintomas alérgicos, xenofobia

Leave a Reply

Your email address will not be published.