Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


Síndrome de Esgotamento Profissional

A síndrome de esgotamento profissional é uma síndrome bastante falada nos últimos tempos embora o seu estudo já tenha começado no ano de 1974 por um médico americano e que também lhe deu o nome de Síndrome de Burnout.

Esta patologia é caraterizada por um estado emocional com bastante tensão e stress crónico. A citada situação é provocada pelas existentes condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas consideradas desgastantes. A sua presença é mais habitual nas pessoas que desempenham funções que exigem um grande envolvimento pessoal como é o caso dos professores, enfermeiros, médicos, responsáveis pela gestão dos recursos humanos entre muitas outras.

A síndrome de esgotamento profissional é uma síndrome bastante falada nos últimos tempos embora o seu estudo já tenha começado no ano de 1974.

A síndrome de esgotamento profissional é uma síndrome bastante falada nos últimos tempos embora o seu estudo já tenha começado no ano de 1974.

A sintomatologia deste transtorno carateriza-se por um conjunto de sinais e sintomas. São eles o sentimento de um esgotamento físico e emocional que se vai refletir em atitudes negativas como as ausências constantes ao trabalho, uma agressividade e irritabilidade permanentes e constantes, o isolamento social e familiar, as bruscas mudanças de humor, grande dificuldade de concentração e alteração da capacidade de memória, ansiedade e depressão, um estado permanente de pessimismo e uma baixa autoestima. Para além deste quadro surgem também sintomas físico como fortes dores de cabeça, palpitações, cansaço fácil associado a sudorese intensa, hipertensão arterial, dores musculares, dificuldade em dormir e alterações gastrintestinais.

Quanto ao seu diagnóstico, este só é possível se for levada em consideração a história da pessoa e o seu envolvimento no trabalho assim como a sua realização pessoal. Existe um questionário baseado na conhecida escala de Likert que pode também dar uma ajuda preciosa na sua determinação.

No que se refere ao tratamento, este é feito com base nos antidepressivos e na psicoterapia. Neste caso o exercício físico e os exercícios de relaxamento podem ajudar a fazer o controle dos sintomas. Dedicar um pouco do seu tempo a atividades de laser é igualmente importante. O uso de drogas e bebidas alcoólicas está proibido nestes casos embora o seu consumo possa parecer uma solução.

Avalia este conteúdo
2.5/5 (1 votos)
Etiquetas: esgotamento profissional, síndrome de esgotamento profissional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.