Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


Como Escolher o Melhor Anticoncepcional

A Pílula Oral é a mais usada e a que mais segurança oferece, existindo com várias composições e com diferentes dosagens (Autor: Ceridwen)

A Pílula Oral é a mais usada e a que mais segurança oferece, existindo com várias composições e com diferentes dosagens (Autor: Ceridwen)

Na procura do número certo de filhos e da altura correta para a sua chegada, o casal faz hoje um planeamento familiar recorrendo na grande maioria das vezes ao uso de um anticoncecional.

O que acontece muitas vezes é que o casal, ou a mulher, aceita a sugestão do seu médico ginecologista do método a usar porque desconhece quais os tipos de anticoncecionais que tem à sua disposição.

Atualmente o método mais usado é a pilula uma vez que se sabe que é a que mais segurança oferece ao casal, mas deve ser do conhecimento geral as alternativas existentes. Não esqueça, no entanto, que o preservativo é o único método que pode evitar as doenças sexualmente transmissíveis.

Assim, a melhor forma de você escolher o anticoncepcional que melhor se aplica ao seu caso, é por conhecer os vários métodos anticoncepcionais existentes à disposição de quase todas as mulheres.

[-] Índice de conteúdos

Pílula Oral

Como já foi mencionado é a mais usada e a que mais segurança oferece, existindo com várias composições e com diferentes dosagens. Esta pilula é tomada diariamente durante vinte e um dias de preferência à mesma hora, seguidos de um intervalo de sete dias. É durante a pausa semanal que ocorre a menstruação.

Apresentando a vantagem de poder ser tomada sem intervalos é o método de eleição das desportistas uma vez que elas podem controlar a chegada da menstruação fora das competições. Também na altura das férias a data da menstruação pode ser alterada tomando duas ou mais embalagens seguidas.

Injeção Mensal e/ou Trimestral

É também um produto hormonal que está mais aconselhada para as mulheres que apresentam náuseas, distúrbios intestinais e intolerância gástrica à pílula. A sua contraindicação é um possível aumento ponderal e uma libertação de hormonas com maior concentração podendo ocorrer pequenas perdas vaginais durante o mês.

O Adesivo Transdérmico

É colocado na pele pela própria mulher sendo absorvidas as hormonas aí existentes. Tem uma duração de uma semana e devem ser trocados durante três semanas seguidas. Posteriormente é feita uma pausa e a mulher menstrua normalmente. Não é indicado para quem sofre de trombose e doenças do coração.

A Pílula de Progesterona

Encontra-se indicada para quem não pode tomar a pilula que tem na sua composição o estrogênio. Esta pílula pode ter como efeito secundário a retenção de líquidos, que vai incomodar uma vez que ele acontece mais predominantemente nos membros inferiores na zona dos tornozelos e nas mãos, e um aumento de peso

O Anel Vaginal

Indicado para quem tem dores de cabeça e enjoos com a ingestão da pílula oral. O anel liberta as hormonas durante três semanas sendo depois retirado. Em seguida ocorre a menstruação. Este anel é sempre colocado pele mulher.

O Implante Subdérmico

Tem uma duração de três anos e é colocado sob a pele num dos membros superiores, libertando a progesterona necessária. Está indicado nas mulheres que têm endometriose podendo estas ganhar algum peso extra. Este implante tem que ser sempre colocado por um médico ginecologista.

A Minipílula

Com uma eficácia menor uma vez que tem doses mais baixas de hormonas, está indicada para as mulheres em fase de amamentação ou que já manifestaram alguma intolerância a outros métodos.

O Dispositivo Intrauterino (DIU)

Os dispositivos usados atualmente podem ser de dois tipos. Um dispositivo com progesterona que dura cerca de cinco anos após a sua aplicação e que se encontra indicado para as mulheres que sofrem de endometriose ou que apresentam um fluxo menstrual em excesso. E o outro dispositivo que é feito com cobre, que não liberta hormonas e que tem uma duração até dez anos. Este último está indicado para as mulheres que não toleram outro tipo de anticoncecional e nenhum dos dois deve ser usado em mulheres que ainda não tiveram filhos.

Avalia este conteúdo
2.5/5 (3 votos)
Etiquetas: coração, ganhar peso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.