Fatores Que Agravam o Prémio do Seguro de Saúde

O seguro de saúde é cada vez mais procurado e cada vez mais realizado.

É a busca de uma proteção individual ou familiar para as horas de maior necessidade que origina toda esta preocupação.

Estes dão uma efetiva proteção nas horas em que a doença se instala, mas para que tudo corra sem surpresas é necessário muita atenção na hora da contratação destes serviços.

Muitos pacotes oferecidos pelas entidades seguradoras fazem grandes promessas que depois não cumprem.

Também estas, esquecem de mencionar os fatores que realmente podem agravar os prémios dos seguros.

História Clínica

Antes de fazer um contrato com uma seguradora é necessário que a pessoa que vai fazer o seguro dê as informações necessária para que possa ser feita a sua história clínica.

O candidato tem que referir as doenças existentes e dar todas as informações consideradas pertinentes como os órgãos atingidos e os tratamentos.

No caso de existir alguma doença a seguradora irá excluir da cobertura os acidentes relacionados com os problemas citados. Poderá até ser impossível fazer um seguro de saúde.

Peso a Mais

O peso a mais ou o índice corporal acima do considerado normal é também fator de exclusão ou agravamento do seguro (Autor: Imagem em domínio público)

O peso a mais ou o índice corporal acima do considerado normal é também fator de exclusão ou agravamento do seguro (Autor: Imagem em domínio público)

O peso a mais ou o índice corporal acima do considerado normal é também fator de exclusão ou agravamento do seguro.

A seguradora pode alegar que uma pessoa muito magra ou muito gorda tem francas possibilidades de vir a desenvolver uma doença cardiovascular.

Um premio de seguro pode ser agravado até trezentos por cento para alguns valores de índice de massa corporal muito elevados.

Tabaco e o Álcool

Como se sabe o consumo de tabaco é muitas vezes responsável pela morte das pessoas em consequência das doenças cardiovasculares bem como dos tumores malignos que provoca.

A pessoa terá que referir qual o consumo de cigarros diários para que a situação possa ser analisada em conjunto com outros fatores de risco. Em geral um consumo inferior a 20 cigarros diários não vai agravar o prémio do seguro.

O consumo de álcool leva a problemas de saúde graves devendo por isso o futuro segurado referir quais as bebidas alcoólicas que ingere assim como as quantidades. Também este fator pode alterar a mensalidade do seguro.

Hipertensão Arterial

Como é do conhecimento da generalidade das pessoas a existência de hipertensão arterial é um fator de risco para a ocorrência de doenças cardiovasculares.

Esta é a razão por que um quadro clinico de hipertensão pode ser considerado um fator de agravamento do seguro. O premio do seguro é agravado conforme os valores tensionais registados.

Características Genéticas

Graças à evolução da medicina a genética permite atualmente fazer a previsão de determinadas doenças. Com alguma atenção a este fator as seguradoras podem antever o risco do seu negócio agravando desta forma o seguro.

Mas, na verdade levanta-se assim uma questão ética ao agravar ou recusar um plano de seguro de saúde a quem provavelmente vai sofrer uma doença e que nada poder fazer para a evitar.

Marcado com: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acompanha o Em Forma