Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


As Propriedades do Guaraná

O guaraná é uma planta com origem amazónica.

Pode, porém, ser encontrado noutros países como, por exemplo, o Peru, a Colômbia e a Venezuela.

O nome científico desta planta é Paullinia cupana Kunth e pertence a família Sapindaceae.

O nome Paullinia foi atribuído por Lineu ao género a que pertence o guaraná em homenagem ao médico e botânico alemão Simon Pauli.

É também conhecido por uaraná, narana, guaranauva, guaranaina, guaraná cerebral e guaraná-da-amazônia.

O fruto proveniente desta planta, denominado por guaraína, possui grandes quantidades de cafeína e é essa a razão pela qual é usado na elaboração de xaropes, refrigerantes, barras energéticas e afins.

O guaraná é uma planta com origem amazónica. Pode, porém, ser encontrado noutros países como, por exemplo, o Peru, a Colômbia e a Venezuela (Autor: Bruno Lopes)

O guaraná é uma planta com origem amazónica. Pode, porém, ser encontrado noutros países como, por exemplo, o Peru, a Colômbia e a Venezuela (Autor: Bruno Lopes)

Em Portugal e em muitos outros países, é possível encontrar “Guaraná Antárctica” um refrigerante que foi extremamente popular na década de 1990.

Por exemplo, no Brasil, esta bebida já existe desde Abril de 1921 e era usada pelas tribos Saterê-Mawê, Mundurucu, Parintins, entre outras, para fornecer energia para grandes caminhadas, caças, ou seja, actividades que exigem muito esforço.

O guaraná, como estimulante que é, aumenta a resistência durante os esforços mentais e físicos, retarda a fadiga, aumenta a rapidez e a clareza dos pensamentos, estimula o apetite, combate o envelhecimento prematuro, ajuda o organismo na desintoxicação do sangue, regula o ritmo cardíaco, combate a obesidade, a dispepsia (dificuldade na digestão) e a arteriosclerose (endurecimento da parede das artérias e aumento da tensão arterial). A planta, que é considerada como adaptogénia (reforça o organismo), é utilizada para tratamento de enxaquecas, nevralgias (dor intensa nos nervos periféricos). Também é utilizada como diurético (produz mais urina) e anti-diarreico (previne a diarreia). Há quem a utilize também como um ligeiro afrodisíaco. Não podemos deixar, porém, de referir que, quando ingerida em excesso, esta bebida pode provocar efeitos secundários como insónias, azia e, em certos casos, uma certa dependência.

A partir desta planta também são produzidos comprimidos que são extremamente energéticos com o mesmo efeito que a bebida. A diferença é que, nestes casos, a cafeína está muito mais concentrada. Pois, embora possa parecer estranho, o guaraná tem um teor em cafeína maior do que o próprio café, entre 4 e 8% e entre 1 e 2.5% respectivamente.

O guaraná é composto por adenina, alantoina, alfa-copaeno, anetole, cafeína, carvacrol, cariofileno, catequinas, ácido catechutannic, colina, dimetilbenzeno, dimetilpropilfenol, estragol, glucose, guanina, hipoxantina, limonena, mucilagem, ácido nicotínico, proantocianidinas, proteína, resina, ácido salicílico, amido, sucrose, ácido tânico, taninos, teobromina, teofilina, timbonina e xantina.

A dose recomendada é uma colher de café (2g) ao meio-dia com um copo de sumo de frutas. Há quem toma esta dose antes de uma actividade de esforço ou de uma noite animada.

Não é aconselhado tomar guaraná durante a gravidez ou o amamentamento. À semaljança do que que acontece com as plantas que contêm cafeína, o guaraná não é aconselhável a pessoas que sofram de hipotensão (tensão arterial demasiado baixa), de problemas cardíacos, diabetes, úlceras e epilepsia.

É necessário ter algum cuidado aquando da toma do guaraná quando se toma medicamentos anticoagulantes, e isto porque o guaraná pode potencioalizar o efeito destes medicamentos. Pode provocar o efeito contrário (dor de cabeça) se for utilizado com os inibidores da MAO (monoamine oxydase) ou uma enzima que catalisa a oxidação de muitos componentes do organismo, tal como a epiferina.

Avalia este conteúdo
3.075/5 (106 votos)
Etiquetas: benefícios do guaraná, café, características do guaraná, obesidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.