Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


Hidratos de Carbono

Acredita-se que os hidratos de carbono são, na verdade, as biomoléculas que existem em maior abundância no meio natural.

Igualmente designados por açúcares ou glícidos, os hidratos de carbono devem representar a base de uma dieta alimentar saudável e equilibrada.

Devem ser justamente a principal fonte de energia que advém da nossa alimentação, representando, portanto, mais de metade dos alimentos que ingerimos.

Se olharmos para a conhecida pirâmide alimentar, desde logo percebemos a sua importância, visto que a base da pirâmide é toda ela preenchida por este tipo de alimento.

[-] Índice de conteúdos

Função dos Hidratos de Carbono

Além de se apresentarem como a principal fonte da energia que necessitamos diariamente, os hidratos de carbono possuem outras funções relevantes.

– Antes de mais é a energia que fornecem que é “queimada” pelas nossas células para executar as mais diversas funções, desde regular a temperatura, fazer a digestão, assimilar os nutrientes, fornecer força muscular, entre outras. Na realidade, os hidratos de carbono são como o “combustível” que o nosso organismo precisa para funcionar adequadamente.

Os hidratos de carbono devem representar a base de uma dieta alimentar saudável e equilibrada (Autor: Imagem em domínio público)

Os hidratos de carbono devem representar a base de uma dieta alimentar saudável e equilibrada (Autor: Imagem em domínio público)

– Representam, igualmente, um macronutriente essencial para o funcionamento do coração e do cérebro.

– Por outro lado, os hidratos de carbono são também necessários aos ácidos nucleicos, o ADN e o ARN, que conservam e transmitem toda a nossa informação genética.

Tipologias dos Hidratos de Carbono

É preciso, porém, ter em conta que existem diferentes tipos de hidratos de carbono e nem todos interagem com o nosso organismo da mesma forma, assim como nem todos nos são necessários em igual proporção.

De um modo geral, os hidratos de carbono podem dividir-se em três grupos distintos:

– Monossacarídeos – Em que se incluem a galactose, a glicose (presente por exemplo no mel) e a frutose (frutas e vegetais).

– Dissacarídeos – Em que se incluem a sacarose (açúcar), a lactose (leite) e a maltose (hidrólise dos amidos).

– Polissacarídeos – Em que se incluem o amido, a celulose, o glicogénio e a dextrina.

Os monossacarídeos e os dissacarídeos encontram-se, em grandes quantidades, em alimentos como compotas, refrigerantes, mel e açúcar. Normalmente, estão associados a um sabor adocicado e são entendidos como hidratos de carbono simples, devido ao facto de serem digeríveis e absorvidos pelo organismo com relativa facilidade.

Já os polissacarídeos designam-se como hidratos de carbono complexos, sendo que são digeridos e absorvidos de forma bastante mais lenta. Encontram-se, sobretudo, em alimentos como cereais, pão e leguminosas.

Vantagens e Riscos dos Hidratos de Carbono

Muitas pessoas pensam nos hidratos de carbono como os primeiros a riscar da dieta quando se pretende emagrecer. De facto, esta é uma estratégia eficaz que permite perder peso de forma rápida e sem que haja necessidade de um esforço físico pesado e rotineiro.

Além da perda de peso, uma dieta pobre em hidratos de carbono pode ajudar a baixar a pressão arterial e os níveis de colesterol.

No entanto, é preciso ter muita atenção a este tipo de dieta. Na realidade, apenas pessoas inteiramente saudáveis podem racionar os hidratos de carbono.

Ainda assim, só o devem fazer por curtos períodos de tempo, hidratando-se corretamente e assegurando o consumo dos mínimos indispensáveis ao funcionamento do organismo. Estes cuidados são de extrema importância visto que são os hidratos de carbono que nos fornecem a energia de que precisamos para viver saudavelmente.

Apesar de as proteínas e as gorduras também nos poderem fornecer essa energia, a maioria dos nossos órgãos “prefere” a que é provida por estes nutrientes. O nosso cérebro, por exemplo, consome cerca de 30% dos hidratos de carbono que ingerimos diariamente.

A falta deste nutriente é, ainda, responsável por sintomas como mau hálito, baixos níveis de potássio, obstipação, sensação de fraqueza e depressão.

Avalia este conteúdo
3.125/5 (20 votos)
Etiquetas: coração, função dos hidratos de carbono, hidratos, riscos dos hidratos de carbono, tipologias dos hidratos de carbono, vantagens dos hidratos de carbono

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.