Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


Investir na Prevenção da Osteoporose

Todos os é presenciado uma oportunidade para desenvolver a nossa saúde e o nível de fitness através da prática de exercícios físico.

Se deixar tudo para amanhã, perde a oportunidade: outro visto é adicionado para um dia sedentário e é feito mais um “levantamento” da sua conta de saúde.

Se, por outro lado, decidir ser fisicamente activo, isso pode ser visto como um “investimento” na conta de saúde.

Este “investimento” é especialmente importante para combater declínios no metabolismo, massa muscular e densidade óssea que advém da idade.

Em relação à osteoperose, muitas pessoas idosas, especialmente as mulheres, já estão na “bancarrota” porque nunca investiram ou souberam investir na sua saúde quando eram mais novas, em suma, nunca fizeram exercício físico regularmente ou comiam de forma saudável.

A osteoperose é causada pela perda de massa óssea, criando ossos fracos e fáceis de fracturar.

As fracturas acontecem regularmente no quadril, espinha e pulso.

Uma fractura no quadril requer usualmente hospitalização, pode limitar a capacidade para a pessoa andar e inabilidade permanente ou mesma a morte.

As fracturas de vértebras na espinha podem também ter consequências sérias, incluindo perda de peso, dores nas costas e deformidades.

[-] Índice de conteúdos

O Básico na Prevenção da Osteoporose

Osso Normal e Osteoporotico

Osso Normal e Osteoporotico

Os ossos não são uma estrutura sem vida mas um tecido vivo e complexo. Têm a capacidade para crescimento e regeneração se forem danificados e é sensível às forças que experiência. O tecido ósseo está constantemente a ser remodelado, onde o osso velho é removido e osso novo é formado.

Depois dos 35 anos de idade, os ossos começam a ser removidos com mais velocidade do que o que é reposto.

Nas mulheres, esta perda acelera depois da menopausa porque os ovários param de produzir estrogénio, a hormona que protege quanto a perda de massa óssea.

Os anos críticos onde o osso é construído é antes dos 20 anos de idade. Alguns peritos acreditam que as mulheres jovens podem aumentar a sua massa óssea em20% – um factor crítico para a protecção contra a osteoperose.

De forma a estimular os aumentos na densidade óssea, as mães devem providenciar às suas filhas quantidade significativas de cálcio e vitamina D, convém também não esquecer o exercício físico regular.

“Depósitos” na conta de saúde antes dos 20 anos são o mais beneficial na construção de masse óssea.

No entanto, se parar de fazer “depósitos” na sua conta e se tornar sedentário, depressa a conta ficará mais vulnerável à “inflação”, o que conduzirá mais rapidamente à osteoperose.

Fazer crescer e manter a massa óssea é a melhor defesa contra esta doença.

Um Quilometro Por Dia Ajuda a Prevenir a Osteoporose

De acordo com o Departamento de Agricultura e Serviços de Pesquisa dos USA as mulheres que andam um quilometro ou mais por dia perdem menos massa óssea do que aquelas que andam raramente.

Os cientistas encontraram que as pessoas que andam um quilometro por dia tinham mais 7% de massa óssea nas suas pernas face às mulheres que não andavam de todo.

Isto claro, para além dos outros benefícios cardiovasculares.

O exercício força o corpo a trabalhar contra a gravidade, como correr, subir e descer escadas e dança aeróbica são exercícios que atrasam a perda de massa óssea.

Lembre-se no entanto, o benefício destes exercícios apenas fazem efeito sobre um regime a longo prazo, enquanto o programa for mantido.

Treino de Força Adiciona Massa Óssea

Até muito recentemente, foi pensado que depois dos 30 anos de idade, o exercício poderia apenas reduzir a velocidade da perda de massa ósessa.

No entanto, segundo estudos mais recentes feitos na Univerdade de Tufts, foi provado que o treino de força em qualquer idade pode mesmo aumentar a massa óssea, e não apenas reduzir a perda.

O treino de força funciona aplicando a força no osso que cria o estímulo para a criação de nova massa óssea.

Nesse estudo, mulheres com idade entre os 50 e 70 treinaram duas vezes por semana durante um ano completo, tirando as medidas da massa óssea antes e depois. No final desse ano essas mulheres apresentavam um aumento de 1% enquanto o grupo sedentário perdeu 2.5% de massa óssea.

O treino de força pode ser feito em qualquer lugar usando um equipamento tão simples como halteres, e mesmo o nosso próprio corpo. A ACSM recomenda actualmente o treino de força como uma componente importante de qualquer programa de exercícios para adultos.

A recomendação da ACSM é fazer 8-10 exercícios, 2 a 3 vezes por semana, com uma dia de intervalo no mínimo. A intensidade mais leve é recomendada para pessoas com artrite, ou lesões passadas e mesmo pressão sanguínea elevada. Consulte um profissional e certifique-se que tem sempre a supervisão e aprovação de um médico.

Lembre-se que construir ossos fortes antes dos 20 é a melhor fortaleza contra esta doença. Seja qual for a sua idade, é essencial começar a fazer “depósitos” na conta de saúde antes que seja tarde de mais.

Avalia este conteúdo
2.5/5 (1 votos)
Etiquetas: massa muscular, massa óssea, prevenir a osteoporose

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.