Médicos Extraem Células-tronco Para o Crescimento de Ossos

Três médicos, em conjunto com alguns dos principais hospitais do país, afirmaram ter desenvolvido um procedimento de implante de dentes que pode ser muito benéfico, principalmente para idosos. Os médicos utilizaram células estaminais, extraídas a partir de medula óssea humana, para regenerar células ósseas que podem ser usadas para implantar dentes em idosos que sofrem de atrofia difusa (osso derretido)

.Esta tríade de especialistas em implantes maxilofaciais protéticos, a qual é composta pelo Dr Vikas Gowd, Diretor de Hyderabad e formado na Escola de Prótese Dental, pelo Dr Shanker do Hospital Durgabhai Deshmukh, em Hyderabad, e pelo Dr. Deshpande, Consultor dos Hospitais Lilavati e Mumbai, conseguiu concluir nove enxertos em diferentes pacientes com êxito.

Explicando o procedimento, o Dr Vikas Gowd disse que os implantes dentários normalmente são colocados sobre os ossos, que são usados como suporte. No entanto, em muitos casos, uma vez que os pacientes perdem os seus dentes estes ossos dissolvem-se ou “derretem” o que é chamado de “atrofia difusa”. Esta atrofia do osso costuma ocorrer principalmente entre as mulheres após a menopausa, resultando em perda óssea drástica, tornando praticamente impossível a colocação de implantes, o que acaba por obrigar ao uso de próteses removíveis. No entanto, com este novo procedimento em que são usadas células estaminais, permite-se ao osso que cresça naturalmente e, em seguida, fixa-se os implantes.

O Dr Gowd informou que as experiências nesse sentido foram concluídas com sucesso em nove pacientes até agora, em que as células-tronco foram primeiro diferenciadas em células ósseas (osteoblastos) num laboratório em Lonawala, perto de Pune, e que depois foram injetadas na área deficiente do osso e na posição desejada.

Uma vez que o procedimento tenha sido completado, a formação de osso tem lugar num período de tempo de 6 a 8 semanas, após o qual os implantes são colocados. O sucesso dos enxertos foram observados em nove pacientes até agora, ao longo de um período de um ano, enquanto os estudos ainda estão a decorrer e os resultados da pesquisa serão publicados internacionalmente, disse o Dr. Gowd, acrescentando que o custo desse procedimento deverá andar em cerca de dois mil dólares (USD).

Marcado com: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acompanha o Em Forma