Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


Proteína

As proteínas são compostos orgânicos bioquímicos que são formados por um ou mais polipeptídeos especificamente dobradas numa forma globular ou fibrosa facilitando uma função biológica essencial ao organismo.

São combinados de alto peso molecular, compostos orgânicos com uma estrutura complementar e uma massa molecular elevada.

São sintetizadas pelos organismos vivos através de um processo de condensação e de um grande número de moléculas de alfa-aminoácidos com ligações peptídicas.

Na constituição duma proteína existe um mínimo de vinte aminoácidos, mas algumas possuem uma quantidade muito maior. A um composto nitrogenado que contém na sua estrutura aminoácidos, peptídeos e proteínas dá-se o nome de prótido.

São estruturas de grande complexidade e as mais sofisticadas em termos de funcionalidade. O corpo humano origina uma média de 100.000 proteínas com algumas centenas de aminoácidos de comprimento.

[-] Índice de conteúdos

Classificação das Proteínas

Existem três grandes grupos de proteínas denominadas de proteínas simples, proteínas conjugadas e proteínas derivadas.

As proteínas simples também conhecidas como homoproteínas têm na sua composição exclusivamente aminoácidos. Pode-se dizer que elas fornecem exclusivamente uma mistura de aminoácidos por hidrólise. Com este tipo de composição temos proteínas como as albuminas, as globulinas, as escleroproteinas ou proteínas fibrosas.

As proteínas conjugadas ou também denominadas heteroproteínas são compostas por aminoácidos em conjunto com outro componente não-protéico, chamado grupo prostético. Dependendo desse grupo prostético, podemos ter as cromoproteínas, as fosfoproteínas, as glicoproteínas, as lipoproteínas e as nucleoproteínas.

Por fim temos as derivadas que se formam a partir de outras proteínas pelo processo de desnaturação ou hidrólise. Neste grupo podemos encontrar as proteoses e as peptonas que têm o seu processo de formação durante a digestão.

Podem ainda ser classificadas em mais dois grupos diferentes:

  • As fibrosas que são compostas por moléculas longas e filamentosas dispostas lado a lado para formar as fibras e são insolúveis em água. Elas constituem a estrutura de tecidos como as unhas, o cabelo entre outros.
  • As globulares que se encontram formadas por moléculas dobradas com uma forma esferoidal e que são solúveis em água. É o facto de elas serem solúveis que permite que elas se dobrem. Neste grupo temos a hemoglobina, as enzimas, os anticorpos e outros.
Representação gráfica de uma proteína (Autor: Imagem em domínio público)

Representação gráfica de uma proteína (Autor: Imagem em domínio público)

Funções das Proteínas

Exercem importantes funções no organismo de todos os seres vivos entre as quais podemos destacar as seguintes:

Estrutural ou plástica

As que pertencem a este grupo são aquelas que participam dos tecidos proporcionando-lhe rigidez, consistência e elasticidade. São proteínas estruturais como é o caso do colagéno (que faz parte das cartilagens), da actina e das miosina que estão presentes na formação das fibras musculares. Com esta função temos a queratina que é a principal proteína do cabelo, o fibrinogénio que se encontra presente no sangue e ainda a albumina.

Hormonal

Têm uma acção hormonal sobre determinado órgão ou estrutura como é o caso da insulina que atua sobre o açúcar nivelando os seus valores no sangue. No entanto a insulina é considerada apenas um polipeptídeo devido ao seu reduzido tamanho.

Defesa

Os anticorpos também são considerados proteínas que têm como principal função a defesa do organismo principalmente em relação a vírus, bactérias e outras substâncias estranhas. O fibrogénio e a trombina são também proteínas de defesa que se encontram responsáveis pela coagulação do sangue e controle de hemorragia em cortes e ferimentos.

Energética

São também muito importantes na obtenção de energia. Na fase de crescimento as proteínas são importantes levando a sua deficiência ao aparecimento de problemas de crescimento.

Enzimática

Estas são capazes de catalisar reações bioquímicas como é o caso das lipases. As enzimas não reagem mas, são reutilizadas e são específicas.

Condutoras de gases

O transporte de oxigénio e do gás carbónico é feito pela hemoglobina e a hemocianina presentes nos glóbulos vermelhos.

Avalia este conteúdo
3.125/5 (307 votos)
Etiquetas: glóbulos vermelhos, massa muscular, proteína, proteína simples, proteínas conjugadas, proteínas derivadas, proteínas fibrosas, proteínas globulares, queratina
Um comentário sobre “Proteína
  1. Márcio Anselmo disse:

    Muito bom !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.