Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


Morte

Morte, óbito ou falecimento são palavras usadas para descrever o fim da vida. A morte é um processo irreversível de términus de todas as atividades biológicas de um ser vivo, atividades essas que são necessárias e indispensáveis à manutenção da vida.

Todos os processos que decorrem após a morte levam inevitavelmente à decomposição do corpo. Se forem usados processos específicos ou usadas as condições ambientais necessárias o processo de decomposição pode ser substituído pela mumificação natural ou artificial ou pela fossilização dos organismos. Este processo de fim de vida tem um especial destaque para a sociedade humana. Apesar de não existirem evidências científicas de que a consciência se matem para além da morte existem várias filosofias ou crenças de que existe vida para além da morte.

Entre as muitas causas de morte existe o envelhecimento biológico, as doenças, a fome ou desnutrição, o suicídio e o assassinato, os acidentes e ainda os traumatismos físicos irrecuperáveis.

Imagem de Funeral (Autor: Imagem em domínio público)

A morte é um processo irreversível de términus de todas as atividades biológicas de um ser vivo (Autor: Imagem em domínio público)

A morte pode acontecer com a totalidade do corpo ou apenas com uma parte dele. Existe a possibilidade de haver morte de determinadas células ou até mesmo de órgãos e ainda assim o organismo a quem pertencem continua vivo. Sabe-se mesmo que algumas das células de um organismo tem uma vida muito curta e que algumas delas são constantemente substituídas por outras mais novas. Convém perceber que a substituição das células feita pela divisão celular, é definida e controlada pelo tamanho dos telómeros e que depois de um determinado número de divisões termina. Quando este final de ciclo da renovação celular expira não se processam mais replicas e o organismo começa a funcionar com um número de células que vai decrescendo. O desempenho dos órgãos será implicado num processo degenerativo e ao fim de determinado tempo cessam todas as funções vitais do organismo. A isto chama-se morte natural ou morte por velhice.

Também existe a possibilidade de um animal se manter vivo, mas sem atividade cerebral sendo neste caso os seus tecidos e órgãos usados para os transplantes.

Avalia este conteúdo
2.5/5 (1 votos)
Etiquetas: envelhecimento biológico, falecimento, fossilização dos organismos, funeral, morte, mortes, mumificação natural, óbito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.