Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


Milhete

O milhete também conhecido como milho-miúdo ou painço consiste num nome que foi atribuído a diversas espécies cerealíferas.

Estas são originadas em diversos locais do mundo cuja produção se destina à alimentação humana mas, essencialmente à animal.

Constituem um grupo agronómico cujas características e usos são bastante semelhantes. Dois grandes exemplos da produção do milhete encontram-se na África e em Angola sendo que em África ele é especialmente visto nas zonas mais áridas e em Angola é conhecido por massango. O nome de mexoeira é dado a este grão nas terras de Moçambique.

O milhete também conhecido como milho-miúdo ou painço consiste num nome que foi atribuído a diversas espécies cerealíferas. Estas são originadas em diversos locais do mundo cuja produção se destina à alimentação humana mas, essencialmente à animal (Autor: Imagem em domínio público)

O milhete também conhecido como milho-miúdo ou painço consiste num nome que foi atribuído a diversas espécies cerealíferas. Estas são originadas em diversos locais do mundo cuja produção se destina à alimentação humana mas, essencialmente à animal (Autor: Imagem em domínio público)

Em Portugal também é conhecido pelo nome de milheto ou painço português levando a algumas confusões na hora da sua identificação. Em termos botânicos o milhete é bem mais antigo que o arroz, a cevada, o trigo ou até mesmo o centeio. Este é o único cereal que pode ser considerado alcalino.

O maior consumo deste cereal que se tem conhecimento, é verificado na Etiópia onde o seu prato principal de nome injera é confecionado com a farinha produzida à base do milhete. Na china também é efetivado um macarrão que é feito à base da farinha de painço. Na Ásia o seu consumo é feito através do pão e bolos.

Para que se saiba o consumo atual deste cereal é feita em grandes quantidades pelos adeptos da culinária macrobiótica. Este é bastante nutritivo, com um sabor suave, com bastante fibra mas, de fácil digestão. A sua composição tem cerca de quinze por cento de proteínas, vitaminas do complexo B, aminoácidos considerados essenciais, lecitina, vitamina E. Os minerais como o ferro, o magnésio, o fósforo e o potássio encontram-se em altos níveis.

Quanto à farinha do milhete saiba que esta se adultera com bastante facilidade sendo necessário comprá-la fresca devendo ser consumida rapidamente. Pode também ser feita mesmo antes da confeção se tiver em casa os meios necessários para moer o grão. Só por curiosidade se pretender confecionar pão com esta farinha associe outro tipo de farinha com glúten de forma a permitir a fermentação.

Avalia este conteúdo
2.85/5 (33 votos)
Etiquetas: benefícios do milhete, milhete, milheto, painço, propriedades do milhete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.