Alternativas ao Leite

As alternativas ao leite causam menos alergias e ajudam até com a prisão de ventre. Desde as emissões de gases de efeito estufa aos antibióticos, os problemas associados com o leite de vaca são muitos e variados.

Com uma grande quantidade de calorias e rico em gorduras saturadas, o leite de vaca não é certamente a melhor escolha para uma dieta consciente, devemos portanto procurar as alternativas ao leite.

O leite tem alguns benefícios para a saúde – tais como o cálcio, por exemplo – mas existem melhores opções que são de baixo teor de gordura e que são amigas do planeta. A seguir, apresentamos as melhores alternativas ao leite de origem não animal.

[-] Índice de conteúdos

Leite de Soja

À venda já embalado, rico em proteínas e fibras, os benefícios do leite de soja incluem a presença de isoflavonas (bons para o combate ao cancro), a gordura saturada mínima e a ausência de lactose, o que significa que ele pode substituir o leite materno para as crianças que têm alergia à lactose.

Porque se trata de plantas, não há problemas relacionados com o bem-estar animal, além do facto que as plantas de soja absorvem carbono em vez de emitirem carbono, precisamente o oposto das vacas que consomem oxigénio e emitem dióxido de carbono. O único inconveniente prende-se apenas com o elevado teor de açúcar, principalmente nas versões aromatizadas de leite de soja.

O leite de arroz é o mais hipoalergénico de todos os substitutos do leite de origem animal e é extremamente nutritivo (Autor: H. Zell)

O leite de arroz é o mais hipoalergénico de todos os substitutos do leite de origem animal e é extremamente nutritivo sendo uma das alternativas ao leite. (Autor: H. Zell)

Leite de Amêndoa

O leite de amêndoa é boa fonte de magnésio, manganês , selénio e vitamina E. Além disso, é também uma boa fonte de gordura insaturada , proteínas, flavonóides e potássio, e tem menos açúcar do que leite de soja.

Tal como o leite de soja, o leite de amêndoa tem uma pegada de carbono menor do que o leite de origem animal, em virtude de ser derivado de uma fonte vegetal. Mas, o leite de amêndoa tem um inconveniente para quem o procura com o objetivo de substituir o leite de vaca: o seu sabor não tem mesmo nada a ver com o sabor do leite de vaca.

Isso significa que demorará algum tempo para algumas pessoas se habituarem ao seu consumo. Ainda assim, talvez o maior problema esteja mesmo no preço. Tal como acontece com as amêndoas, que são o ingrediente principal, o leite de amêndoa é substancialmente mais caro que o leite de vaca.

Leite de Arroz

O leite de arroz é o mais hipoalergénico de todos os substitutos do leite de origem animal e é extremamente nutritivo. É também o que contém menos gordura de todas as alternativas de leite, possuindo apenas um grama de gordura insaturada por cada copo de leite. Esta gordura vem do óleo de farelo de arroz e, junto com a niacina e a vitamina B6 também aí presentes, pode ajudar a diminuir o colesterol no sangue.

O alto teor de magnésio do leite de arroz ajuda a controlar a pressão arterial. Já o ferro e o cobre aumentam a produção de glóbulos vermelhos, oxigenando melhor o sangue e dando-lhe mais vitalidade. Um copo de leite de arroz contém 33 gramas de hidratos de carbono, ou seja, três a quatro vezes a quantidade presente no leite de vaca ou no leite de soja.

Leite de Aveia

Como acontece com quase todos os leites vegetais, o leite de aveia é excelente para quem tem problemas de colesterol e para quem é alérgico à lactose, além de conter altos níveis de vitamina E. Por se de origem vegetal, o leite de aveia é geralmente tolerado por pessoas com alergias múltiplas e é também uma boa fonte de fitoquímicos (substâncias químicas que ocorrem naturalmente nas plantas e que ajudam a combater doenças como cancro, doenças cardíacas e derrames).

O principal argumento contra o leite de aveia é que, como o leite de arroz, é rico em açúcar e não tem o cálcio e proteína do leite de vaca. Uma vez que é derivado de um cereal também é bom para pessoas que são alérgicas ao glúten. normalmente só é encontrado à venda em lojas de alimentos saudáveis.

Leite de Caju

De acordo com a Fundação George Mateijan, em apenas 125ml de leite de cajú encontramos a quantidade diária recomendada de cobre que um adulto precisa consumir. O cobre ingerido tem uma forte influência em muitas funções importantes do corpo, tais como o desenvolvimento de ossos e do tecido conjuntivo, além de estimular a produção de melanina e a absorção de ferro . O caju é uma grande fonte de magnésio que, como o cálcio, é também extremamente importante para manter os ossos fortes e saudáveis.

Leite de Coco

O leite de coco, visto não conter produtos lácteos, é uma excelente alternativa para aqueles que são intolerantes à lactose ou alérgicos ao leite animal. Aqueles que desejam ter um estilo de vida low-carb, devem optar pelo leite de coco já que a quantidade de amido presente no leite de coco é mínima. Esta bebida vegan é também livre de soja, não contém glúten e apenas possui gordura saudável, que é facilmente metabolizada pelo corpo, sendo rapidamente transformada em energia em vez de ser armazenada como gordura. O leite de coco é também rico em ácido láurico, uma substância também encontrada no leite humano e que possui propriedades anti-virais e anti-bacterianas.

No entanto, o leite de coco não é uma boa opção para quem gosta de um copo de leite fresco pois, quando refrigerado, pode solidificar separando uma parte sólida de um líquido que parece água. Por isso, tem que ser mantido à temperatura ambiente e mexido antes de ser bebido.

Etiquetas: alternativas ao leite, dieta, glóbulos vermelhos, leite de amêndoa, leite de arroz, leite de aveia, leite de caju, leite de coco, leite de soja, leite materno
Um comentário sobre “Alternativas ao Leite
  1. Joana disse:

    Mas então, com tantas variedades, e pesando todos os prós e contras, qual é o mais saudável?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.