Nós usamos cookies para melhorar o nosso serviço. Ao usar o Em Forma, está a consentir à utilização de cookies. Aceitar Saber mais


Classificações da Lombalgia

A lombalgia é uma doença que afeta uma grande parte da população mundial, podendo resultar a sérias incapacidades.

Por isso, esse tipo de dor tem sido uma das grandes preocupações humanas, devido à grande probabilidade de qualquer pessoa poder vir a ter uma lesão incapacitante da coluna lombar, independentemente de qual seja sua ocupação diária.

A coluna lombar é a região inferior da coluna vertebral, juntamente com o osso sacro, encontrando-se ligada ao quadril.

A lombalgia é uma doença que afeta uma grande parte da população mundial, podendo resultar a sérias incapacidades (Autor: Mariana Ruiz Villarreal)

A lombalgia é uma doença que afeta uma grande parte da população mundial, podendo resultar a sérias incapacidades (Autor: Mariana Ruiz Villarreal)

É esta a região que suporta e transmite a carga da região superior do corpo para a região inferior.

Nos nossos dias, a lombalgia é já um grande enigma na área médica, porque mesmo após vários anos de pesquisa, ainda não se conseguiu encontrar nenhuma explicação plausível para a sua etiologia, sendo isso devido à multiplicidade de estruturas encontradas na coluna vertebral.

Mesmo assim, sabe-se que a lombalgia, na maioria das vezes, está associada a alguma sobrecarga mecânica. É por isso que essa dor lombar costuma ser sentida por pessoas de todas as idades, principalmente as que têm entre os 20 e 50 anos de idade, por ser esse o período de maior atividade da vida, estando a coluna vertebral suscetível a maiores sobrecargas.

[-] Índice de conteúdos

Classificações da Lombalgia Quanto aos Episódios de Aparecimento

Classifica-se como dor lombar temporária quando há um episódio de dor que se mantém apenas por no máximo 90 dias consecutivos e sem reincidência durante 12 meses.

Há também a dor na coluna reincidente, que se costuma manifestar em menos da metade dos dias, num período de 12 meses existindo, no entanto, episódios múltiplos ocorridos durante esse período.

Existe ainda a dor na coluna crónica que ocorre num período superior a 12 meses, em episódios múltiplos. A dor lombar aguda é uma dor que não é crónica e cujo ataque é recente e repentino.

Depois há o primeiro ataque, cujo próprio nome diz tudo e o ataque que é uma fase superposta de dor, que ocorre durante o período crónico, sendo esta uma dor mais forte e mais grave do que a normalmente sentida pelo paciente.

Classificações da Lombalgia Quanto à Intensidade e Duração da Dor

Existem quatro tipos de dores classificadas: a dor aguda que é um ataque imediato, com duração de 0 a 3 meses; a dor subaguda que é um ataque lento, com duração de 0 a 3 meses; a dor crónica cuja duração é mais longa que 3 meses, independentemente do tipo de ataque; e a dor recorrente que costuma reaparecer de longe a longe sem a presença de nenhum sintoma.

Classificação da Lombalgia Pela Localização e Distribuição da Dor

A dor pode ser local, ou seja, na zona lombar inferior ou lumbago. Existe também a dor irradiada, que costuma ser sentida numa área distante da região lombar, mas que se deve à lombalgia, estando geralmente localizada na região da virilha, da nádega, ou na região anterior, lateral ou posterior da coxa, podendo em alguns casos ser sentida também abaixo do joelho.

Há ainda a dor radicular, observada ao longo da inervação que tem início na região lombar e é causada por comprometimento direto do tecido nervoso. Além destas, existe também a ciatalgia, que significa literalmente dor no quadril, mas que é um comprometimento local do nervo ciático na coxa.

Conclusão

Apesar de existirem tantas classificações e definições das dores na coluna lombar, muitas vezes, no nosso quotidiano, deparamo-nos com inúmeros casos em que o paciente é encaminhado ao atendimento de fisioterapia com um simples diagnóstico clínico de lombalgia que, mesmo estando correto, não fornece todos os detalhes necessários para a orientação de um plano de tratamento.

Por isso, independentemente do diagnóstico, é necessário realizar-se uma avaliação completa da coluna vertebral para que o atendimento realizado seja mais preciso e eficiente.

Avalia este conteúdo
2.275/5 (8 votos)
Etiquetas: classificações da lombalgia, dores costas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.