Cientistas dizem ter criado preservativo que aumenta prazer

Os criadores do novo preservativo querem que as pessoas façam questão de o usar, em vez de adotá-lopara evitar uma potencial gravidez ou por razões de saúde.

Mitos-e-fatos-sobre-preservativosO preservativo foi desenvolvido por cientistas do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, e financiado pela Fundação Bill Gates.

Mahua Choudhury, uma das criadoras da novidade, revela que a ideia original era desenvolver um produto que protegesse o utilizador e o ajudasse a aumentar o seu prazer sexual.

O novo preservativo tem uma substância gelatinosa reforçada com antioxidantes que estimulam as terminações nervosas dos órgãos sexuais e que, por isso, geram maior prazer sexual.

Essa mesma substância também ataca e destrói o vírus da Sida (VIH) caso ocorra um rompimento do preservativo, comentou ainda Mahua Choudhury, citada pela BBC.

Dados das Nações Unidas indicam que centenas de milhões de pessoas em todo o mundo não têm acesso ao preservativo ou não o utilizam por tabu social, religioso ou psicológico.

Segundo escreve a imprensa internacional, o preservativo em causa deve chegar ao mercado ainda este ano a um custo de um dólar (cerca de 0,93 cêntimos de euro) por unidade.

[ssba]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acerca
O Em Forma é o guia online do bem-estar. Promovemos a bem-estar, saúde e a prática de exercício físico. Diariamente são colocados novos conteúdos na área de saúde, desporto, nutrição, musculação e opinião.
Acompanha o Em Forma
Em Forma no Facebook