Glicose

A glicose, também conhecida por glucose ou dextrose é um carboidrato (monossacarídeo) de elevada importância para a biologia.

É usada pelas células como mediador metabólico e como uma fonte energética.

No caso das plantas, é o produto final principal da fotossíntese e, no caso de eucariontes e procariontes, dá início à respiração celular.

Tem a fórmula molecular C6H12O6, sendo um de cristal consistente, com um sabor adocicado e pode ser encontrado, de forma combinada ou livre, por toda a natureza.

Está na base de carboidratos de maior tamanho, como a maltose, a sacarose, a celulose e o amido. Pode ser obtida, por processo industrial, através deste último.

Como já foi referido, em termos metabólicos, é uma fonte de energia bastante importante, fornecendo 4 calorias em energia, por cada grama de glicose. Se for hidratada, como no caso do soro glicosado, fornece entre 3 e 4 calorias pela mesma quantidade da substância. Quando degradada quimicamente, o que ocorre durante a respiração celular, cria energia química. Ou seja, armazena energia química em moléculas de ATP, cerca de 30 moléculas destas por cada ciclo celular da célula. Durante este processo, origina ainda, água e gás carbônico.

Função da Glicose

A glicose tem como função o fornecimento de energia às células, participando em vários processos metabólicos, para além de estar na base de moléculas mais complexas, também de elevada importância. Assim, assume um papel essencial no corpo humano bem como na doença diabetes.

A glicose, também conhecida por glucose ou dextrose é um carboidrato (monossacarídeo) de elevada importância para a biologia (Autor: Acdx @ Wikipedia)

A glicose, também conhecida por glucose ou dextrose é um carboidrato (monossacarídeo) de elevada importância para a biologia (Autor: Acdx @ Wikipedia)

O açúcar que circula pela corrente sanguínea, que o leva a todos os órgãos, está, essencialmente, na forma de glicose. Esta matéria fornece energia ao organismo humano, que quebrando a glicose, permite que esta liberte energia e outras substâncias em menor quantidade. Essa mesma energia é utilizada num grande número de órgãos do corpo e é a única que o cérebro é capaz de utilizar.

Devido a esta dependência, o cérebro tem necessidade de controlar os níveis de glicose na corrente sanguínea, para garantir que estes não baixam em demasia, uma vez que este órgão, não aguenta a falta de glicose por muito tempo. A glicemia é a quantidade de glicose no sangue, que em números altos pode levar à diabetes.

Marcado com: , ,
4 comentários sobre “Glicose
  1. Lourenco massamba disse:

    Parabens

  2. Anônimo disse:

    meu muito obrigada
    ajudou me bastante no meu trabalho

  3. JOÃO PAULO disse:

    GOSTEI BASTANTE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acompanha o Em Forma