O Papel dos Fagócitos no Sistema Imunitário

Os fagócitos são um dos tipos de células de defesa do organismo humano e de muitos outros animais.

Para que se possa entender a importância destas pequenas células, apenas num litro de sangue existem seis mil milhões de fagócitos.

Claro que, para compreendermos como realmente têm um papel fundamental para a nossa sobrevivência, é preciso saber o que são, quais os seus tipos e, principalmente, como actuam para nos proteger.

É isso que vamos analisar ao longo deste artigo.

[-] Índice de conteúdos

Propriedades dos Fagócitos

Bem, estas células, os fagócitos, fazem parte do sangue e são um tipo de leucócitos.

Em traços gerais, estas células têm a capacidade de eliminar corpos estranhos ou mesmo malignos do sistema, como vírus, bactérias e até mesmo células mortas ou células a morrer.

Para isso usam um sistema chamado fagocitose, em que, resumidamente, rodeiam a partícula que vão eliminar para a “digerir”.

Os fagócitos são um dos tipos de células de defesa do organismo humano e de muitos outros animais (Autor: Bruce Wetzel)

Os fagócitos são um dos tipos de células de defesa do organismo humano e de muitos outros animais (Autor: Bruce Wetzel)

Estas células não morrem após fazerem isto, podendo continuar a “limpar” o organismo das partículas ou corpos estranhos que provocam danos.

Função dos Fagócitos

Apesar de aparentemente simples, o processo de “digestão” de um corpo estranho é muito mais complexo do que parece. Os fagócitos parecem mesmo um “grupo organizado” já que actuam em conjunto uns com os outros para acabar com, por exemplo, infecções.

Para se entender melhor a analogia acima, quando há uma infecção no organismo, são libertados sinais químicos que atraem os fagócitos ao local afectado.

Esses sinais podem ser transmitidos pela entidade que está a provocar a infecção ou, por incrível que pareça, pelos próprios fagócitos que já estão presentes na zona afectada.

Nessa situação, os fagócitos deslocam-se para o local onde se encontram as bactérias ou corpos estranhos e quando esses entram em contacto com o fagócito, ligam-se pelos receptores da superfície desse e são libertados químicos como oxido nítrico que vão consumir ou digerir o agente patogénico.

Outro aspecto curioso está relacionado com a imunidade a doenças promovida pela actuação dos fagócitos. Ao “matar” o corpo estranho, ele fica desactivado de modo a não prejudicar mais o organismo, mas não desaparece.

Então, as outras células do sistema imunitário entram em contacto com a célula morta para saberem como ela funciona e como se podem prevenir para novos “ataques”.

Isso pode ser feito no local onde foi digerida a célula ou, noutras situações, os fagócitos levam-na até aos vasos linfáticos para aí ser analisada pelo sistema imunitário.

E é desse modo que se constrói e desenvolve a imunidade de um indivíduo, é entrando em contacto com os diversos agentes causadores de doença.

Tipo de Fagócitos

Apesar das funções comuns, existem dois tipos de fagócitos, relativamente à sua eficácia na fagocitose.

A grande diferença reside na existência ou não de células que detectam corpos malignos, as chamadas células receptoras.

Os fagócitos que possuem esse tipo de mecanismo são muito mais eficientes.

E é nestes pormenores do nosso organismo que vê-mos como tão bem protegidos estamos e como até mesmo a mais pequena célula é indispensável à nossa sobrevivência.

Conseguindo ainda nos espantar por serem tão organizadas e eficazes.

Marcado com: , ,
Um comentário sobre “O Papel dos Fagócitos no Sistema Imunitário
  1. SAF disse:

    QUAIS OS DOIS TIPOS DE FAGÓCITOS? RUM…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acompanha o Em Forma