Palpação dos Seios

[-] Índice de conteúdos

Palpação dos Seios – Auto-exame da Mama

Como sabemos o cancro da mama é uma das doenças que mais apavora as mulheres nos dias de hoje.

O cancro da mama é distinguido por Fibroadenomas, que são nódulos benignos, ou então pode ser chamada a doença Fibroquística da mama.

Isto é, quando se detecta um nódulo, é fundamental conhecer as suas origens com a maior segurança possível.

E para isto ser uma tarefa simples de efectuar e segura, através de nós mesmos sem qualquer tipo de tecnologia, em seguida será indicado como fazer a palpação dos seios de forma correcta e eficaz.

Mama Normal

A mama é parte do corpo do ser humano. Esta é constituída por três tipos de tecidos. O tecido adiposo, o tecido conectivo e glândulas mamárias, que produzem o leite para bebés, que é assim conduzido através de ductos até aos mamilos.

Os seios são parte do corpo do ser humano. São constituídos por três tipos de tecidos. O tecido adiposo, o tecido conectivo e glândulas mamárias, que produzem o leite para bebés, que é assim conduzido através de ductos até aos mamilos

Os seios são parte do corpo do ser humano. São constituídos por três tipos de tecidos. O tecido adiposo, o tecido conectivo e glândulas mamárias, que produzem o leite para bebés, que é assim conduzido através de ductos até aos mamilos (Autor: Bassgitar)

As duas mamas não são iguais e poucas são perfeitamente lisas, pois algumas apresentam texturas diferentes umas das outras. As características dos seios dependem directamente da influência das hormonas ováricas conhecidas como progesterona e estrogénios.

Estas apresentam três estruturas principais. A pele, o tecido subcutâneo e o tecido mamário, já especificado anteriormente. A pele é fina e lisa, excepto na aréola e no mamilo. Pois apresenta-se ligeiramente mais expeça e arrogada. O tecido subcutâneo contém essencialmente gordura.

O tecido mamário é composto por um conjunto de glândulas, que numa porção mais interna do órgão convergem para a preferia, exteriorizando-se através do mamilo. Esta estrutura altera-se em função da intensidade e qualidade do estímulo hormonal que recebe a cada momento, o que justifica as mudanças que a mama vai apresentando ao longo da vida da mulher.

Mudanças Que a Mama Pode Apresentar

A mama pode apresentar mudanças normais e mudanças de tamanho. Em seguida e resumidamente serão mencionadas as principais.

É importante conhecer sempre estas mudanças para um melhor estudo da mama e para que ao fazer a palpação consiga distinguir as ligeiras diferenças e evoluções que a mama vai apresentando, tornando assim mais fácil de detectar qualquer anormalidade que possa surgir a qualquer momento.

A mama pode mudar em função de vários aspectos. Um dos principais é a puberdade. Tendo em conta que um ano antes do aparecimento da primeira menstruação na mulher, os seios crescem subitamente e tornam-se mais salientes e sensíveis. Isto é normal, em consequência do aumento extraordinário de produção de hormonas sexuais pelos ovários.

Durante a idade reprodutora a mama sofre também ligeiras alterações. Ou seja, desde a puberdade até ao momento da menopausa, os seios apresentam alterações que acompanham o ciclo menstrual. Estas alterações são, também, consequência da influência das hormonas sexuais femininas.

Na primeira fase do ciclo menstrual, os seios apresentam-se de forma menos sensível e menos tensa. Este é o melhor momento para observar a mama, pois palpam-se com maior facilidade e pormenor. Na segunda fase menstrual, aumentam de volume, ficam mais tensas e dolorosas e, às vezes, apresentam mesmo uns nódulos mais sensíveis que acabam por desaparecer após a menstruação.

Durante o processo de gravidez e mesmo durante toda a gravidez, as modificações dos seios são enormes. Começam logo no início da gravidez terminando apenas após a amamentação. A mama só atinge a sua maturação completa quando passa por estas modificações. Uma gravidez antes dos 25 anos é factor de protecção contra o cancro da mama, ao passo que uma gravidez após os 35 anos é já um factor de risco ao aparecimento do cancro da mama.

Como Fazer Um Auto-exame da Mama

O auto-exame da mama pode salvar uma vida. Podemos aprender de forma simples como fazer este estudo e como palpar de forma correcta a mama de forma a detectar alguns indícios de cancro.

Em primeiro lugar é importante ter em mente que este exame deverá, de preferência, ser feito após a menstruação, logo no seu final. Se notar alguma alteração, procure rapidamente um médico especialista ou contacte o seu médico.

Este exame deverá ser feito com a maior rigorosidade, para que este leve pouco tempo e possa tirar o máximo partido do mesmo.

O Auto-exame da Mama Passo a Passo

O primeiro passo é a observação em frente ao espelho. Observe os dois seios, primeiro com os braços descaídos, depois com as mos na cintura fazendo força nas mãos e por fim, com as mãos atrás da cabeça.

O segundo passo é a palpação de pé, de preferência durante o duche, com o corpo molhado e as mãos ensaboadas. Dito isto, levante o braço esquerdo e ponha a mão atrás da cabeça, com a mão direita palpe cuidadosamente a mama esquerda.

Divida o seio em faixas verticais e horizontais. Para quem tenha mais dificuldade em estipular estes pontos, pode sempre recorrer a uma caneta de cor marcando o seio com uma grelha, basicamente parecido com as que são apresentadas nas folhas quadriculadas, isto ajudará a estudar a mama e a detectar o sítio onde encontrará os devidos erros. Faça então a palpação de cada faixa, de cima baixo.

Palpe também a axila. Nunca esquecer que todo o seio dever ser palpado, mas dê particular atenção ao quadrante supero-externo. Repita estas mesmas manobras na mama direita.

O terceiro passo é a palpação deitada. Ponha uma almofada debaixo da mama que vai palpar, de preferência. Cumpra o mesmo método utilizado para a palpação de pé.

Conclusão

Lembre-se que este auto-exame da mama pode ser realizado regularmente. Em caso de dificuldades pode pedir apoio ao seu parceiro ou a um parente de confiança.

Caso note alguma alteração irregular na mama antes da menstruação, não entre em pânico. Volte a repetir o auto-exame depois da menstruação.

Caso as alterações persistam, procure um médico especialista ou contacte o seu médico de família. Esclarecendo assim todas as dúvidas que possa ter acerca dos seus seios e sobre o auto-exame.

Nunca esquecer que o cancro da mama é curável quando a sua detecção é recente. Em caso de alastro pode tornar o processo mais complicado e até mesmo incurável com o tempo.



Avalia este artigo
Credibilidade (12.35 em 20 - 26 votos
Qualidade (14.26 em 20 - 31 votos
Profundidade (12.15 em 20 - 26 votos
Imparcialidade (13.52 em 20 - 23 votos

Avaliação geral para o post Palpação dos Seios é 3 em 5. No total foram submetidas 106 avaliações, e a última foi em 2015-06-30.
Partilha!Share on Facebook0Share on Google+1Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on Tumblr0Share on LinkedIn0Share on Reddit0

Não Encontrou o Que Estava Procurando? Tente o Google!

Custom Search

O Em Forma é um portal informativo e pioneiro na cultura do bem-estar e saúde. Acompanha as últimas notícias, artigos e opiniões de profissionais na área e descobre como viver com mais qualidade e saúde.

O blog de Em Forma pode ser encontrado em http://www.emforma.net/.

Marcado com: , , ,
Publicado em Condições, Últimos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Procurar
Parceiros
Acerca
O Em Forma é o guia online do bem-estar. Promovemos a bem-estar, saúde e a prática de exercício físico. Diariamente são colocados novos conteúdos na área de saúde, desporto, nutrição, musculação e opinião.
Acompanha o Em Forma
Em Forma no Facebook


Criar artigo
Ajude o EmForma.net a expandir a sua base de conhecimento. Contamos com a sua ajuda!

Criar artigo