Anorgasmia Feminina

[-] Índice de conteúdos

Anorgasmia – ausência de orgasmos

O mais alto grau de excitação sexual e, portanto, o prazer físico mais intenso que um ser humano pode experimentar, assim que podemos definir o orgasmo.

Do grego orgasmós, de orgân, que significa ferver de ardor, O orgasmo, o êxtase, o gozo ou ápice de prazer é atingido no momento em que há a liberação total das tensões antes retidas, e isso é acompanhada de uma contração muscular rítmica.

No que se refere à sexualidade feminina, a falta de orgasmo é o segundo motivo que leva ás mulheres a procurarem um profissional especializado em sexualidade humana.

A anorgasmia pode ter consequências negativas pois a mulher pode adquirir aversão sexual devido à realização de sexo sem prazer, e sem uma adequada lubrificação para o ato, pode até ocorrer dor na relação.

A anorgasmia pode ter consequências negativas pois a mulher pode adquirir aversão sexual devido à realização de sexo sem prazer, e sem uma adequada lubrificação para o ato, pode até ocorrer dor na relação.

E essa procura angustiante vem acompanhada de insatisfação sexual e a maioria delas consegue orgasmo na masturbação ou sexo oral, mas não na penetração. Outras não conseguem em nenhuma situação e essas mulheres apresentam uma disfunção sexual feminina denominada anorgasmia, que é a dificuldade de sentir o orgasmo durante a relação sexual ou na masturbação, mesmo havendo uma boa evolução na resposta sexual até esta fase.

As causas desta disfunção podem ser orgânicas ou psicossociais.

Na primeira causa, temos: causas que dizem respeito à má-formação congênita – que pode impedir o acesso ao clitóris -, hipertrofia dos pequenos lábios (que pode encobrir o acesso à vagina). Disfunções hormonais, uso imoderado de álcool ou drogas psicoativas e dores na relação, distúrbios do sistema nervoso e outras.

Sobre as causas psicossociais, podemos citar: problemas de origem emocional como ressentimentos, conflitos conjugais, falsas crendices, falta de informação, tabus, religião, estrutura de valores que supervaloriza a sexualidade e o desempenho sexual, medo, falta de atração sexual e/ou afetiva, timidez, culpa, medo da gravidez, desconhecimento do próprio corpo, transferir a responsabilidade do prazer para o próprio parceiro, preocupação em atingir o orgasmo, ausência de sentimento também atrapalham a conquista do orgasmo.

Sobre o tratamento, é necessário verificar primeiramente se a causa é orgânica e assim tratá-la Se a causa for apenas psicológica é necessário procurar um psicoterapeuta sexual.

Marcado com: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acompanha o Em Forma