Sistema Respiratório

O sistema respiratório consiste num conjunto de órgãos cuja responsabilidade é a de permitir as trocas gasosas do organismo dos animais com o meio ambiente ou seja permitem a hematose pulmonar, possibilitando a respiração celular.

Nos animais terrestres vertebrados o seu sistema respiratório é formado por dois pulmões e nos animais aquáticos este sistema baseia-se nas brânquias.

Já nos atrópedes terrestres a respiração é assegurada através de um sistema de traqueias.

[-] Índice de conteúdos

Sistema Respiratório Humano

Do sistema respiratório humano fazem parte um par de pulmões e vários outros órgãos que transportam o ar para dentro e para fora das cavidades pulmonares.

A boca, as fossas nasais, a faringe, a laringe, a traqueia, os brônquios, os bronquíolos e os alvéolos são todos os outros órgãos que completam este sistema e cada um com uma função diferenciada.

O diafragma embora não faça parte do sistema respiratório humano tem um papel importante na respiração.

As bases dos pulmões estão apoiadas neste músculo membranoso que separa o tórax do abdómen e que apenas está presente nos mamíferos.

Este, em conjunto com os músculos intercostais, promove os movimentos respiratórios sendo o nervo frênico quem controla os seus movimentos.

Fossas Nasais

São duas cavidades que se visualizam em paralelo e que têm o seu começo nas narinas terminando na faringe.

Uma parede cartilaginosa chamada de septo nasal faz a separação entre elas e no seu interior podemos encontrar umas dobras com o nome de cornetos nasais, que obrigam o ar a rodopiar quando por lá passa.

O seu revestimento é dotado de células produtoras de muco e células ciliadas, enquanto no seu teto existem as células sensoriais, responsáveis pelo olfato.

A função das fossas nasais é a de filtrar, humedecer e aquecer o ar que passa do exterior para o interior do organismo.

Ilustração do Sistema Respiratório (Autor: imagem em domínio público)

Ilustração do Sistema Respiratório (Autor: imagem em domínio público)

Faringe e a Laringe

A faringe é uma que é comum ao sistema digestivo e sistema respiratório e que comunica com a boca e com as fossas nasais.

Todo o ar inspirado através das narinas ou da boca passa obrigatoriamente pela faringe, antes de atingir a laringe.

A laringe apresenta-se como um tubo sustentado por cartilagens articuladas que fica situado na parte superior do pescoço e que é a continuação da faringe.

A glote é a entrada da laringe e acima desta encontra-se a epiglote que funciona como se fosse uma válvula não permitindo que os alimentos entrem nas vias respiratórias.

Quando comemos a laringe sobe e a sua entrada é fechada pela epiglote.

O epitélio que faz o revestimento da laringe apresenta umas pregas chamadas de cordas vocais que têm como função a produção de sons durante a passagem do ar.

Traquéia

Consiste num tubo que mede aproximadamente 1,5 centímetros de diâmetro e cerca de 10 centímetros de comprimento.

As suas paredes estão fortalecidas por anéis cartilaginosos.

Na parte inferior apresenta uma bifurcação que vai dar origem aos brônquios, que por sua vez penetram nos pulmões.

O seu revestimento consiste num epitélio muco-ciliar onde aderem as partículas de poeira e as bactérias presentes em suspensão no ar que é inalado.

Estas partículas são posteriormente eliminadas para fora em consequência dos movimentos dos cílios.

Pulmões

Os pulmões são dois órgãos localizados a par, com aspeto esponjoso que medem cerca de 25 centímetros de comprimento e estão envolvidos por uma membrana serosa que é conhecida pelo nome de pleura.

Nestes dois órgãos os brônquios ramificam-se abundantemente originando outros tubos cada vez mais finos que são conhecidos como bronquíolos.

Ao conjunto de ramificações de bronquíolos dá-se o nome de árvore brônquica ou árvore respiratória.

Cada bronquíolo finaliza em pequenas bolsas formadas por células epiteliais cobertas por capilares sanguíneos, chamados alvéolos pulmonares.

Os pulmões são órgãos essenciais no processo respiratório que se encontram no interior do tórax e onde se processa a troca do oxigénio do ar com o sangue ocorrendo assim as trocas gasosas.

Eles ocupam um espaço que vai desde o diafragma até acima das clavículas e encontram-se sobrepostos às costelas.

Geralmente o pulmão direito é mais espesso em relação ao esquerdo e um pouco mais curto uma vez que o diafragma é mais alto no lado direito para poder ajustar o fígado. O pulmão esquerdo apresenta uma concavidade onde pode ser encontrado o coração.

Avalia este artigo
Credibilidade
Qualidade
Profundidade
Imparcialidade
Marcado com: , , ,
Um comentário sobre “Sistema Respiratório
  1. Qual a melhor opção para sair do sintoma de insuficiência respiratória, é um processo de estágio bronqueado das vias, indefinição na saída de ar pela garganta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acerca
O Em Forma é o guia online do bem-estar. Promovemos a bem-estar, saúde e a prática de exercício físico. Diariamente são colocados novos conteúdos na área de saúde, desporto, nutrição, musculação e opinião.
Acompanha o Em Forma