Ribossoma

O ribossoma ou também conhecidos como ribossomos podem ser encontrados em todos os seres vivos, são compostos por RNA e proteínas.

Como são pequenos corpos esféricos a sua visualização só é possível com a ajuda de um microscópio eletrónico.

É dentro dos ribossomas que se processa a sintetização das proteínas.

[-] Índice de conteúdos

Origem do Ribossoma

Estas pequenas estruturas têm a sua origem nas células eucarióticas e procarióticas do núcleo da célula e podem ser encontrados no citoplasma.

Estão muitas vezes presos uns aos outros por uma fita de RNA formando assim polissomas ou polirribossomas ou também conhecido como retículo endoplasmático.

As células possuem na sua composição muitos ribossomas em forma livre dentro do citoplasma e aderentes ao retículo endoplasmático.

Aquando da síntese proteica os ribossomas cooperam com o ácido ribonucleico mensageiro.

Os ribossomas são originados a partir de duas subunidades de grande e distinta densidade.

Tipos de Ribossoma

Os ribossomas estão localizados dentro das células sob duas formas: livres ou associados ao retículo endoplasmático.

Eles podem ser encontrados em vários locais da célula e essa localização está dependente da função da célula.

Os ribossomas livres são encontrados no citoplasma. Podem aparecer como um único ribossomo ou em grupo conhecido como polirribossomo ou polissomo.

Estes existem em maior número comparativamente aos ribossomos associados ao retículo nas células que detém a maioria das proteínas fabricadas.

São os responsáveis pelas proteínas que estão diluídas no citoplasma formando elementos móveis ou estruturas citoplasmáticas importantes.

Os ribossomos associados ao retículo podem ser vistos associados à membrana exterior do retículo endoplasmático (RE) formando assim o retículo endoplasmático rugoso.

Nas células que fabricam as suas próprias proteínas como é o caso das células pancreáticas produtoras de enzimas digestivas, estes ribossomas são em maior número que os ribossomos livres.

Estes são os responsáveis pela sintetização das proteínas que formam as membranas ou que são empacotadas e enviadas em vesículas para o citoplasma. As exportadas para o exterior da célula são também do seu encargo.

Estrutura atómica de um ribossoma (Autor: Imagem em domínio público)

Estrutura atómica de um ribossoma (Autor: Imagem em domínio público)

Estrutura do Ribossoma

Como já foi dito os ribossomos são estruturas pequenas, no entanto, muito complexas. Consistem em duas subunidades de tamanhos desiguais e que se chamam de subunidades maiores e menor as quais estão ligadas intimamente

A estrutura dos ribossomos procarióticos e dos ribossomas eucarióticos é muito semelhante na sua forma.

As subunidades menores dos ribossomos procarióticos e eucarióticos apresentam uma cabeça e uma base com uma protuberância que se estende para um lado.

Na subunidade menor dos ribossomos eucarióticos aparece uma ponta que se estende da cabeça da subunidade menor no lado oposto da fenda e também um conjunto de lobos no final da subunidade oposta à cabeça.

Quanto à subunidade maior, esta contem uma protuberância central proeminente e uma crista que se estende para um dos lados.

Esta subunidade maior tem uma abertura de aproximadamente 10nm de comprimento e 2.5 nm de diâmetro. Esta abertura é um canal no qual a cadeia polipeptídica atravessa o caminho de saída do ribossomo.

Qualquer uma destas subunidades é sempre formada por um complexo composto por moléculas de RNA e proteínas.

Cada uma destas moléculas contém pelo menos uma subunidade de RNA ribossômico e uma grande quantidade de proteínas ribossomais.

Estas subunidades juntas contêm mais de 82 proteínas específicas reunidas numa sequência muito precisa.

De uma maneira geral, ribossomos eucarióticos são maiores e mais complexos que os ribossomos procarióticos.

O tamanho destes ribossomos e o peso das moléculas de RNA divergem de organismo para organismo.

Marcado com: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acompanha o Em Forma