A Função do Nucleótido

O nucleotídeo têm uma participação ativa em vários processos bioquímicos com uma importância vital para a sobrevivência e funcionamento do organismo.

Eles são os pioneiros dos ácidos desoxirribonucleicos (DNA) e dos ácidos ribonucleicos (RNA), são fontes de energia e reguladores fisiológicos.

[-] Índice de conteúdos

A Composição do Nucleotídeo

Um nucleotídeo consiste num composto químico e de uma maneira geral eles são constituídos por um grupo fosfato, um açúcar e uma base nitrogenada.

No entanto, esta composição pode variar e surgirem alterações. O açúcar que se encontra presente nas moléculas de DNA é a desoxirribose e nas moléculas do RNA é a ribose.

Quanto às bases nitrogenadas, no DNA podem ser a adenina, guanina, citosina ou timina e no RNA, a timina é substituída por uma outra base nitrogenada que é conhecida como a uracila.

Quando se verifica ausência do grupo fosfato passam a ser chamados de nucleosídeos.

A base nitrogenada em conjunto com a pentose vai formar os compostos heterocíclicos.

As Funções do Nucleotídeo

Os nucleotídeos encontram-se em vários processos metabólicos sendo conhecidos como subunidades dos ácidos nucléicos.

Eles demonstram diferentes funções no organismo de um ser vivo como o homem. Entre as suas muitas tarefas evidenciam-se as seguintes:

  • Têm uma participação ativa no transporte e na conservação de energia.
  • São componentes de alguns co-fatores enzimáticos.
  • Alguns destes ácidos têm a função de ser mensageiros químicos celulares
  • São carregadores de energia química na forma de adenosina trifosfato (ATP).
  • Atuam na constituição de enzimas, como é o caso da coenzima A.
  • Actuam como molécula sinalizadora celular.
  • Cooperam na construção dos ácidos desoxirribonucleico (DNA) e ribonucleico (RNA).

O DNA é o grande responsável por proceder ao armazenamento de toda a informação genética do organismo.

Para o conseguir ele procede como se fosse um modelo para a produção de uma molécula de RNA e esta molécula vai por sua vez servir de padrão para a síntese da proteína.

Estruturas elementares dos nucleótidos mais comuns

Estruturas elementares dos nucleótidos mais comuns (Autor: Imagem em domínio público)

Produção do Nucleótido

No corpo humano a angariação dos nucleotídeos com o objetivo de produzir as moléculas de RNA pode acontecer por duas formas:

  • Forma endógena que faz a biossíntese nas células de órgãos como o fígado.
  • Forma exógena que procede à absorção de bases nitrogenadas que resultam da digestão de polinucleotídeos vindos da alimentação e que são cativadas pelas células e convertidas posteriormente em nucleotídeos.

Os nucleotídeos podem ainda ser sintetizados através de diversos meios quer in vitro quer in vivo. In vivo, os nucleotídeos são sintetizados novamente ou reciclados.

Os nucleotídeos sofrem uma espécie de discriminação sendo apenas utilizadas as partes relevantes para a formação de outros, através de um processo de síntese.

In vitro, são protegidos alguns grupos para que se possa laboratorialmente formar novos nucleotídeos.

Marcado com: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acompanha o Em Forma