Leucócito

Leucócito e glóbulo branco é exatamente a mesma coisa. É um dos componentes celulares do sangue, que possui núcleo e organelos celulares (Autor: Bruce Wetzel)

Leucócito e glóbulo branco é exatamente a mesma coisa. É um dos componentes celulares do sangue, que possui núcleo e organelos celulares (Autor: Bruce Wetzel)

Leucócito e glóbulo branco é exatamente a mesma coisa.

É um dos componentes celulares do sangue, que possui núcleo e organelos celulares.

Menos numerosos que o glóbulos vermelhos ou eritrócitos, não é pequena a sua importância. Existem cerca de 4000 a 11000 leucócitos por mililitro cúbico de sangue, representando 1% do seu volume total.

Os leucócitos têm como função a defesa do organismo contra a ação de vírus, bactérias, parasitas, toxinas e células tumorais.

Para tal, têm a faculdade de atuar dentro e fora dos vasos sanguíneos, através de um processo denominado de diapedese.

Usam a corrente sanguínea como forma de deslocação para vários pontos do organismo.

Deslocam-se pelos tecidos, mediante movimentos amiboides. Aí, nos espaços conectivos ou tecidos linfóides, protegem em resposta a problemas de atividades inflamatórias ou imunitárias.

Na sua função protetora, localizam tecidos infetados ou danificados, como resposta a estímulos químicos libertados por outros glóbulos brancos ou por células lesadas.

Os leucócitos podem ver a sua população aumentar até ao dobro, em poucas horas, apenas, se necessário atacar alguma lesão de tecidos ou alguma infeção.

Contudo, se o seu número se elevar acima de 11000, é porque o corpo é alvo de um ataque bacteriano ou viral.

[-] Índice de conteúdos

Categorias de Leucócito

Os leucócitos podem dividir-se em duas categorias, em função da sua estrutura e características químicas:

  • os granulócitos – quando contêm grânulos específicos;
  • os agranulócitos – quando não apresentam grânulos.

Os leucócitos granulócitos apresentam núcleo lobado, de massas arredondadas nucleares, unidas por pequenos filamentos de material nuclear. O seu citoplasma revela grânulos específicos.

Neste grupo incluem-se os neutrófilos, os basófilos e os eosinófilos.

Nesta subdivisão, os neutrófilos são os leucócitos em maior número, constituindo metade ou mais do global de leucócitos.

O seu nome advém do facto de não apresentarem reação ácida nem básica. Atuam sobre fungos e bactérias, destruindo-os e ingerindo-os. Por esse motivo, a sua presença é muito numerosa nos processos infecciosos.

Já os basófilos são os leucócitos menos numerosos. Constituem, cerca de menos de 1% da população de leucócitos.

Maiores que os glóbulos vermelhos, são designados por células gigantes.

Provocam a libertação pelos grânulos de heparina e de histamina, aumentando a ida de leucócitos para o local onde ocorre a inflamação.

No caso dos eosinófilos, estes representam mais ou menos 1% a 4% do global de leucócitos.

Duas vezes maiores que os eritrócitos, o seu núcleo apresenta dois lobos. São fagocitários e atuam quando o corpo é atacado por lombrigas, protozoários parasitas ou durante ataques alérgicos.

No caso dos leucócitos agranulócitos, estes não apresentam grânulos visíveis no citoplasma. Formam-se na medula óssea. Os seus núcleos são esféricos, ovais ou riniformes. Neles se incluem os linfócitos e os monócitos.

Muitos linfócitos estão distribuídos nos órgãos linfoides e poucos estão na corrente sanguínea.

São de diferentes dimensões e têm um núcleo esférico que ocupa grande parte do volume da célula. São menos numerosos que os neutrófilos. Encontram-se nos tecidos linfoides, onde são primordiais na imunidade:

  • Os linfócitos T agem diretamente nos vírus infetantes de células ou em células tumorais;
  • Os linfócitos B agem no plasma. Aí, produzem anticorpos, as imunoglobulinas, lançadas na corrente sanguínea.

Os monócitos são os maiores leucócitos. Com abundante citoplasma, apresentam um núcleo escuro, habitualmente em forma de U.

Nos tecidos, o monócito transforma-se em macrófago, com grande mobilidade e enorme capacidade de fagocitose.

Aumentam bastante, em situações de infeções crónicas ou de infeções virais ou originadas por bactérias intracelulares.

Avalia este artigo
Credibilidade
Qualidade
Profundidade
Imparcialidade
Marcado com: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Forum

Acede ao forum de discussão do Em Forma e discute novos tópicos e descobre novos temas.

Acerca
O Em Forma é o guia online do bem-estar. Promovemos a bem-estar, saúde e a prática de exercício físico. Diariamente são colocados novos conteúdos na área de saúde, desporto, nutrição, musculação e opinião.
Acompanha o Em Forma